icthus peixe

icthus peixe

ixore peixe

ichusteama

ichusteama

A História de Icthus

Este sinal foi usado como uma forma secreta de comunicação entre os cristãos do início da Igreja dentro das catacumbas romanas. Eles entalhavam este sinal nas paredes para que se identificassem com outros cristãos. É uma palavra grega que significa "peixe" (daí o uso do desenho) e que formava um acróstico: Jesus Cristo, Filho de Deus, Salvador Você vê-los na parte traseira dos automóveis em todo lugar.Ocasionalmente, você vê-los usado em colares ou pulseiras. Eu mesmo vi-los como chaveiros e bonés. Mesmo os evolucionistas exibir este símbolo com o nome "Darwin" apropriadamente inscrito em cima dele. Eu mesmo vi esses símbolos misteriosos com uma pontuda, pequenas e nadadeira dorsal saliente em cima de um destes, assemelhando-se um tubarão. O "ichthus", quando exibido corretamente deve ser semelhante a qualquer uma das quatro figuras apresentadas a seguir: Exatamente o que faz o Ichthus significa? Ichthus (IKH-thoos) ou ichthys é a palavra grega que significa simplesmente "peixe". A ortografia é grego para ichthus - Iota, Chi Theta, Upsilon, e Sigma. A tradução para Inglês é IXOYE. As cinco letras gregas representam as palavras que significam "Jesus Cristo, Filho de Deus, Salvador". A versão grega é, "Iesous Christos, Theou Uios, Soter ". Este símbolo foi utilizado principalmente entre os cristãos da igreja primitiva anos (e segundo século 1 dC) O símbolo foi introduzido a partir de Alexandria, Egito, que, na época, era um porto muito populosas. Era o porto em que muitos bens foram trazidos do continente europeu. Devido a isso, foi utilizado pela primeira vez pelos povos do mar como um símbolo de uma divindade familiar, neste caso, Jesus Cristo. O símbolo foi usado mais tarde como um meio de identificar ou reconhecer um irmão em Cristo, sem necessidade de qualquer comunicação verbais sendo trocados. Por que isso foi necessário? Durante o reinado do imperador Nero (54 dC-68 dC), e durante todo o reinado de maldade subseqüentes imperadores do Império Romano, os cristãos eram comumente perseguidos, torturados e condenados à morte por causa de sua fé em Cristo Jesus. Imperador Nero se pessoalmente desprezava os cristãos. Ele culpou-os para o grande incêndio de 64 dC, que queimou cerca de metade de Roma. Foi durante as perseguições do Nero que ambos Pedro e Paulo são pensados para ter morrido. Espalhados por todo o império, os soldados romanos estavam estacionados em toda parte para manter a ordem e agir como polícia. Isto incluiu mantendo um olhar atento sobre os acontecimentos da vida quotidiana das pessoas. Muitas vezes, quando um soldado avistou um cristão, ele iria relatar a seus superiores que, por sua vez, ser condenada a prisão do cristão e ser levado para interrogatório. O cristão, então, ser perseguidos e torturados para que eles a retratar-se e submeter-se a muitas religiões politeístas de Roma. Na maioria dos casos a morte seria o fim final. Gregory B. Dill

Creio que só Jesus Salva

Sou um cristão fundamentalista, amo o Senhor e a Igreja,
creio na sua palavra, sou um anti-comunista. não gosto de religião, muito menos da Teologia da Libertação, da Prosperidade e dos teólogos liberais e hereges (uma redundância).

Quem sou eu

Minha foto
Inteligente,Talentoso, lutador sei muito bem o que quero.

Meu Blog Os Mariheiros de Naus.com

Seguidores

Infanticídio Indígena

CRIANÇAS INDÍGENAS ENTERRADAS VIVAS

história da Igreja

história da Igreja Cristã

Google Mapa

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

A Segunda Vinda de Cristo

A Segunda Vinda de Cristo

Por Lincoln Máximo (21-10-2005 / Atualizado em Set/2006)
Escatologia = "Estudo das últimas coisas".
Textos principais: Mateus 24; Marcos 13; Lucas 21:5-36; I e II Tessalonicenses, Apocalipse.
Características:
a) De forma pessoal (João 14:3; Atos 1:10-11; 1 Ts 4:16; Ap 1:7; 22:7)
b) Literal (Atos 1:10-11; 1 Ts 4:16,17; Zc 14:4)
c) Visível (Hb 9:28; Fl 3:20; Zc 12:10)
d) Gloriosa (Mt 16:27; 25:31; 2 Ts 1:7-9; Cl 3:4)
e) Dia e hora ocultos (Mt 24:36-42; Mc 13:21-22)
f) Será repentino (1 Co 15:52; Mt 24:27)
g) *Inesperado (2 Pe 3:4,10; Mt 24:48-51; Ap 16:15)
*Obs: O povo de Deus espera a volta de Cristo como os fiéis nos dias de Noé, quando estes
construíam a arca e sabiam o que estava para acontecer, embora não sabiam o dia nem a hora
marcada por Deus. Entretanto, o restante do povo não deu ouvido à pregação de Noé e foram
pegos de surpresa (Hb 11:7).
Visão geral dos acontecimentos proféticos (alguns já realizados):
a) Após a destruição de Jerusalém os judeus serão desterrados entre todas as nações, expulsos
de sua terra, a qual passará a ser subjugada pelos gentios até o fim dos tempos, quando Deus
julgará as nações gentias (Lc 21:24).
b) Durante esse período os servos de Cristo levarão sua obra avante (Lc 19:11-27) pregando o
evangelho a todas as nações (Mt 24:14).
c) Será um tempo de demora durante o qual muitas vezes a igreja será tentada a duvidar do
retorno do seu Senhor (Lc 18:7-8), quando alguns se prepararão e outros se tornarão
negligentes, enquanto o Noivo demora (Mt 25:1-11).
d) Ministros infiéis se desviarão, dizendo consigo mesmos: "O meu Senhor tarda a vir" (Lc
12:45). Na hora e no dia dos quais nenhum dos seus discípulos sabe (Mt 24:36, 42,50), o
Senhor repentinamente aparecerá para ajuntar seus servos e julgá-los segundo as suas obras
(Mt 25:19; 2 Co 5:10).
e) Os verdadeiros Cristãos sofrerão tribulações por causa do nome de Jesus. Serão entregues
por seus próprios familiares e amigos. Irão aos tribunais para darem testemunho (Mt 24:9;
Lc 21:16-18; Jo 15:20; Jo 16:2);
f) Aparecerão falsos Cristos e enganarão a muitos (Mt 24:5,11,23-24); Farão sinais e prodígios
de mentira e seduzirão muitos a abandonarem a verdade (At 20:29-30; 1 Tm 4:1; 2 Ts 2:10-
12; 2 Pe 2:1; 1 Jo 2:18; 1 Jo 4:1; Jd 1:4; Ap 19:20). Quando o povo estiver vivendo
completamente ignorante quanto à iminente catástrofe, como nos dias de Noé (Mt 24:37-39)
e nos dias da destruição de Sodoma (Lc 17:28-29) - virá o Filho do homem em glória e
poder para julgar as nações do mundo e sobre elas reinar (Mt 25:31-46).
Sinais de sua Vinda:
A volta de Cristo será precedida por um tempo angustiante no qual haverá distúrbios físicos,
guerras, crises econômicas, declínio moral, apostasia religiosa, infidelidade, pânico geral
perplexidade. A última parte desse período transitório chama-se "A Grande Tribulação", durante a
qual o mundo inteiro estará sob o domínio dum governo contra Deus e anticristão. Crentes em Deus
serão brutalmente perseguidos e a nação judaica, em particular, passará pela fornalha da aflição.
2/5
Jesus Cristo comparou os sinais de sua vinda como as dores de um parto (Mt 24:8), ou seja,
conforme se aproxima a hora do parto, as dores aumentam e tornam-se mais freqüentes. De certa
forma, é uma situação prevista, mas quando chega a hora, por mais que aguardemos é sempre uma
surpresa. Depois da intensa dor, vem a alegria da nova vida. Da mesma forma, o povo de Deus
juntamente com o mundo, sofrerá as contrações quando se aproximar a vinda de Cristo. Mas,
depois, a alegria será intensa quando começarmos a nova vida com Cristo aqui na Terra. Entretanto,
para muitos outros, a vinda de Cristo significará muito choro e ranger de dentes.
Resumo dos sinais que precederão a vinda de Cristo:
a) A pregação do evangelho a todas as nações (Mt 24:14; Mc 13:10)
b) Terremotos, pestes, guerras e fome (Mt 24:7)
c) A grande tribulação (Mt 24:15-22; Mc 13:7-8, 19-20; Lc 21:20-24)
d) Falsos profetas realizando sinais e maravilhas (Mt 24:23-24; Mc 13:22)
e) Sinais no céu (Mt 24:29-30; Mc 13:24-26; Lc 21:25:27)
f) A apostasia e a busca por doutrina de demônios (1 Tm.4:1; 2 Tm.4:3-4; 2 Pe 2:1-3)
g) A vinda do homem da iniqüidade (2 Ts 2:1-10)
h) A salvação de Israel (Rm 11:25-26)
i) Tempos difíceis (II Tm.3:1-5; Tg.5:1-8).
Propósitos de sua vinda:
· Natureza Restaurada: (Is 30:23-24; Is 11:6-9)
· Cristo Reinará (Zc.14:9).
· Os Crentes Reinarão (Dn.7:18; Ap.5:10).
· Haverá Justiça (Is.32:1; Sl.66:3;81:15; Zc.14:17-19).
· Haverá Conhecimento de Deus (Is.11:9; Jr.31:34).
· Haverá Paz (Is.2:4;9:6,7)
· Haverá Prosperidade (Is.35:1,2;51:3; Am.9:13).
· Os crentes (os glorificados) não morrerão nem se reproduzirão (Lc 20:36; Mc 12:25)
· Haverá Longevidade de Vida para os não glorificados (as nações) (Is.65:20;33:24)
A Grande Tribulação:
a) Sua Duração:É a 70ª semana de Daniel e, portanto durará sete anos (Dn 9:27). A metade desse
período é apresentada pelas expressões "42 meses" (Ap.11:2;13:5); "1260 dias"
(Ap.11:3;12:6; Dn.12:11,12) e "por um tempo, dois tempos e metade de um tempo"
(Dn.7:25;12:7; Ap.12:14).
Deus revelou a Daniel que 70 semanas de anos (Ez.4:5,6; Gn.29:27; Lv.25:8;
Dn.9:2,24) estavam determinada sobre Israel. Estas 70 semanas iniciaram-se com a volta de
Neemias e com a reconstrução dos muros da cidade de Jerusalém (Dn.9:25; Ne.2:1-8). O
sacrifício de Cristo na cruz ocorreu depois da 69ª semana (Dn.9:25), bem como a destruição
de Jerusalém em 70 d.C. A última semana, ou seja a septuagésima, mencionada em Dn.9:27,
ainda não se cumpriu, demonstrando que há uma quebra na sucessão das semanas por um
período de tempo indeterminado, entre a 69ª e a 70ª semana, período este reservado para os
gentios (Lc.21:24). É como se Deus tivesse pressionado a tecla "Pause" e aguarda somente
que o tempo dos gentios se complete para soltar a tecla e concluir os últimos sete anos.
3/5
b) Sua Distinção:
"porque nesse tempo haverá grande tribulação, como desde o princípio do mundo até
agora não tem havido e nem haverá jamais" (Mt 24:21; Ap 6:15-17).
c) Sua Descrição:
· Julgamento sobre o mundo.
· As três séries de juízos descrevem esse julgamento (selos: Ap 6; trombetas:Ap 8-9;
taças: Ap 16).
· Perseguição contra Israel (Mt 24:9, 22, Ap 12:17).
· Salvação de multidões (Ap 7)
· Ascensão e domínio do anticristo (2 Ts 2; Ap 13).
d) Sua divisão:
1. A primeira metade da Tribulação:
a. Aliança de Israel com o Anticristo (Dn.9:27; Jo.5:43; Is.28:14-18).
b. As duas testemunhas (Ap.11;3).
2. A segunda metade da Tribulação:
a. Chamada de grande tribulação ou angústia de Jacó (Mt.24:21; Jr.30:7; Dn.12:1).
b. Perseguição aos judeus (Ap.11:2;12:6,14).
c. Perseguição aos convertidos (Ap.7:13,14).
d. A besta política, o Anticristo (Ap.13:1-10).
e. A besta religiosa, o Falso Profeta (Ap.13:11-18)
f. Os 144.000 judeus (Ap.7:4-8;14:1-5).
g. Abominação desoladora (Dn.9:27;12:11; Mt.24:15; Ap.13:14,15; II Ts.2:9).
e) Seu Desfecho:
A Tribulação terminará com a reunião das nações para a batalha de Armagedom e com o
retorno de Cristo à Terra (Ap 16:14-16; Ap 19:11-21).
O Milênio
a) Definição: Período de 1000 anos em que Satanás será preso, e Cristo reinará entre as nações
(Ap 20). Alguns entendem o milênio no sentido literal de 1000 anos; outros o entendem no
sentido figurado de um longo e indefinido período de tempo.
b) Suas Designações: O Milênio é chamado de "reino dos céus" (Mt 6:10), "reino de Deus" (Lc
19:11), reino de Cristo (Ap 11:15), a "regeneração" (Mt 19:28), "tempos de refrigério" (At
3:19) e "o mundo por vir" (Hb 2:5).
c) Seu Governo:
a. Seu Líder será Cristo e os crentes reinarão com Ele (Ap 19:16; Ap 20:4).
b. Seu caráter. Um reino espiritual que produzirá paz, equidade, justiça, prosperidade e
glória (Is 11:2-5)
c. Sua capital será Jerusalém (Zc 14:17)
d) Sua relação com Satanás: Durante este período, Satanás estará acorrentado, sendo liberto ao
seu final, para liderar uma revolta final contra Cristo (Ap 20). Satanás será derrotado e
lançado definitivamente no lago de fogo.
e) São três as principais interpretações do milênio:
a. De acordo com o pré-milenismo, a segunda vinda de Cristo vai acontecer antes do
seu reinado de 1000 anos na terra, junto com os salvos que participarem da primeira
ressurreição. Depois desse período literal de 1000 anos, acontecerão a ressurreição
dos mortos, o juízo final e a vida eterna.
b. Os pós-milenistas ensinam que, pelo poder do evangelho, haverá um período de
1000 anos de paz e justiça na terra, e depois disso acontecerão a segunda vinda de
Cristo, a ressurreição dos mortos, o juízo final e a vida eterna.
4/5
c. Para os amilenistas, o milênio não virá no fim do mundo, mas é um símbolo do
período da existência e da ação da Igreja na história, no fim do qual acontecerão a
segunda vinda de Cristo, a ressurreição, o juízo final e a vida eterna.
Teorias sobre o arrebatamento da igreja e a volta de Cristo
O Arrebatamento
a) Definição: Reunião, nas nuvens, de todos os salvos, tanto dos que tiverem morrido como
dos que estiverem vivos por ocasião da segunda vinda de Cristo. Os crentes serão retirados
subitamente do mundo para o encontro com o Senhor. Nesse momento, num piscar de olhos,
os corpos dos crentes mortos ressuscitarão, e os corpos dos que estiverem vivos serão
transformados, e todos serão reunidos à presença do Senhor. (Mt 24:31; 1 Ts 4:17; 1 Co
15:52; Ap 10:7; Ap 11:15).
b) São três as principais interpretações do arrebatamento:
1) Pré-tribulacionistas: Defendem que o arrebatamento ocorrerá antes da Grande-
Tribulação, ou seja, a Igreja fiel será poupada dos sofrimentos na terra; e os demais,
crentes infiéis, serão deixados para trás e serão os mártires na Grande Tribulação.
2) Meso-tribulacionistas ou Midi-Tribulacionistas: Defendem que o arrebatamento
ocorrerá no meio da Grande Tribulação, ou seja, depois dos três anos e meio do
aparecimento do anticristo e a Igreja sofrerá parte da Grande Tribulação;
3) Pós-tribulacionistas: Defendem que o arrebatamento ocorrerá no final da Grande
Tribulação, ou seja, os crentes passarão pelo sofrimento e perseguição do anticristo, a
exemplo dos crentes da primeira geração, e serão arrebatados no final quando o
Senhor descer dos céus.

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Ortodoxia da Igreja

Ortodoxia da Igreja ( Conforme a doutrina; Os princípios de qualquer doutrina, tidos por verdadeiros.)

Entre as sete igrejas, cinco foram censuradas, uma não recebeu censura nem louvor, e apenas uma foi louvada.


A Igreja em Éfeso. ( Éfeso, em grego,significa desejável ) Leitura: Apoc2:1-7. A igreja em Éfeso é uma profecia a respeito da condição do primeiro estágio da igreja depois dos apóstolos. A era apostólica aparentemente acabou 96.d.c, então muitas coisas erradas começaram a ser infiltradas. Deus disse que provassem os que se dizem apóstolos.Isto prova que depois da era apostólica ainda havia apóstolos na igreja. Sendo que nesta época os onze já haviam morrido e restava apenas João. “ Tenho porém conta ti que abandonaste o teu primeiro amor .
” (em grego prôten é primeiro, quanto em primazia como em natureza, em Lucas 15 o Pai deu a melhor veste ao filho, Melhor também é prôten.) Senão moverei teu candeeiro... prova dos que dizem apóstolos... tenho a teu favor que odeia as obras dos nicolaítas .... ( nicolaíta, em grego é composta de duas palavras ; nikao conquistar ou sobre outros e laos povo comum, povo secular ou lacaito, nicolaítas referes-se a um grupo de pessoas que se auto-avaliam muito acima dos cristãos comuns). Aqui só havia rumores de tal doutrina.


O Senhor odeia, detesta o comportamento dos nicolaítas, a conduta de elevar-se sobre os demais como uma classe mediadora. Mas aqui ainda só existia o comportamento; Este não havia se tornado ensinamento. Antes de haver está mudança na igreja todos os cristãos cuidavam dos assuntos do Senhor, Mas depois dos apóstolos, isso começou a mudar: os homens começaram a perder o interesse quanto à questão de servir o Senhor.

Lembra-te, arrepende-te e volta (5): Jesus pede três respostas dos efésios:
1. Lembra-te, pois, de onde caíste: Não foram as alfarrobas dos porcos que levou o filho pródigo ao arrependimento; foi a lembrança da casa do pai. Para os efésios se arrependerem, teriam que lembrar da comunhão com Deus que deixaram para trás. Para permanecer fiéis, a presença de Deus precisa ser a coisa mais preciosa na nossa vida. Uma vez que caímos, é necessário desenvolver novamente o amor para com ele.
2. Arrepende-te: O arrependimento é a mudança de atitude. Quando decidimos deixar o pecado e fazer a vontade de Deus, nós nos arrependemos. O pecador precisa se arrepender antes de ser batizado para perdão dos pecados (Atos 2:38). O cristão que tropeça precisa se arrepender e pedir perdão pelos seus pecados (Atos 8:22). Aqui, uma igreja cujo amor esfriou-se precisa se arrepender.
3. Volta à prática das primeiras obras: A mudança de atitude (o arrependimento) produzirá frutos (Mateus 3:8). Pelas obras, a pessoa arrependida mostrará a sinceridade da sua decisão. A igreja em Éfeso precisava voltar à prática do amor.
Se a igreja não se arrepender, Jesus removeria o seu candeeiro. Eles não permaneceriam na abençoada comunhão com o Senhor.
Odeias as obras dos nicolaítas, as quais eu também o deio (6): Mais um ponto a favor, reforçando o elogio dos versículos 2 e 3. Os nicolaítas são mencionados somente aqui e na carta à igreja em Pérgamo (15). Não sabemos a natureza precisa do seu erro, mas sabemos que era abominável a Deus. Neste ponto, os efésios odiavam o que Deus odiava. Nós devemos fazer a mesma coisa, sendo amigos do bem (Tito 1:8) e detestando o mal (Salmo 97:10).
Quem tem ouvidos, ouça (7): Freqüentemente, Jesus chama os ouvintes a ouvirem a sua mensagem (Mateus 11:5; 13:9,43; etc.). O problema de um coração teimoso se reflete nos ouvidos tapados que recusam ouvir a verdade (Mateus 13:15). Os efésios provaram aqueles que falavam, agora eles seriam provados pela maneira de ouvirem.
O Espírito diz às igrejas (7): Jesus transmitiu a sua mensagem por meio dos anjos das igrejas (2:1,8,12,18; 3:1,7,14), mas o Espírito, também, participa da revelação (veja 1:4) e da recompensa dos fiéis.
Ao vencedor ... árvore da vida ... paraíso de Deus (7): A recompensa aguarda os vencedores que perseveram no amor e na verdade. Aqueles que desistem, abandonando para sempre o seu amor, não receberão o galardão. Jesus descreve a comunhão com Deus em termos que nos lembram do jardim do Éden. Por causa do pecado, o homem foi expulso do jardim em que Deus andava (Gênesis 3:22-24,8). Aqueles que andam com Deus têm a esperança da vida no paraíso do Senhor.
Conclusão
Uma igreja rodeada por religiões falsas e sujeita à influência de homens maus precisa examinar todos os ensinamentos e rejeitar todas as falsas doutrinas. Mas ela precisa, também, demonstrar o amor verdadeiro para vencer o mal. Devemos amar a verdade, não somente pelo desejo de ser “corretos”, mas porque ela vem do Deus que merece nosso amor. Devemos amar aos outros, porque foram feitos à imagem e semelhança de Deus. “Amados, se Deus de tal maneira nos amou, devemos nós também amar uns aos outros” (1 João 4:11).
Obs: Ora, quem eram os nicolaítas? A palavra grega significa “subjugar ou conquistar o laicato”. Em outras palavras, tratava-se de um grupo que estava promovendo uma hierarquia clerical. Hierarquia é uma parte de toda religião fabricada pelo homem, até mesmo o Judaísmo do Velho Testamento (Apocalipse 2:1-7).

A Igreja em Esmirna ( Esmirna vem da Palavra mirra que significa sofrimento)
E representa a igreja sob perseguição; Agora vamos examiná-la: Sofrimento é sua especial característica. Na história da igreja, as igrejas da era apostólica e as demais foram muito perseguidas. Está carta revela que o nome do Senhor Jesus é especial e que a recompensa ao vencedor também é especial.
O Senhor Jesus fala de Si mesmo como “ O primeiro e o último, que esteve morto e tornou a viver. O Senhor diz que o vencedor “ de nenhum modo sofrerá dano da segunda morte.” Então isso prova que a vida vence a morte. Mas muitas pessoas têm visto somente o termo “vivo”, mas não tem visto (Apoc.1:18). “ Estive morto, mais eis que estou vivo” prova que a vida pode resistir á morte. Deus vê a igreja como um ser que pode suportar a morte. As portas do Hades estão abertas para a igreja, mas essas, não podem prevalecer contra ela e não podem confiná-la.
Assim, a natureza da igreja é ressurreição, em esmirna vemos está verdade; Como a igreja tem sofrido perseguições e aflições. Vejamos: Policarpo foi um bispo da igreja naquela época, e foi capturado, ele tinha 86 anos. Se ele dissesse: “ Eu não confesso Jesus ”, Eles o libertariam; “ Não o negarei. Tenho o servido por toda minha vida; Ele nunca me tratou mal; como poderia negá-Lo por amor ao meu corpo! “Então o levaram e o queimaram no fogo.
Enquanto ardia em chamas, ele disse: “ Obrigado Deus, porque eu tenho a oportunidade hoje de ser queimado pelos homens e dar a minha vida para testemunhar por Ti”.“ Conheço a tua tribulação, a tua pobreza”... mas o Senhor ( sabe que você é rica). Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida. (Apocalipse 2:11)
- Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: O que vencer não receberá o dano da segunda morte. Aqui diz claramente, que você não somente escapará da morte como nem sofrerá a dor da morte, porque já aprendeu a lição. O Senhor já saiu da sepultura, e nós também vamos sair.
Por ter vínculos tão fortes com a idolatria oficial de Roma, Esmirna se tornou uma cidade perigosa para os cristãos. Esta carta fala sobre perseguições que viriam. Até décadas depois do Apocalipse, perseguições atingiram seguidores de Cristo na cidade.
Sê fiel até à morte (10): O fim desta perseguição, para alguns, poderia ser a própria morte. Mesmo assim, deveriam ser fiéis. Às vezes, arrumamos qualquer desculpa para não fazer algo que Deus pede. Mas nada, nem a nossa própria vida, deve ser mais importante do que a nossa fidelidade a Deus.
E dar-te-ei a coroa da vida (10): A palavra “coroa” (grego, stephanos) refere-se à coroa de vitória. A coroa da vida vem de Deus, o único que pode dar a vida (veja João 5:26; 14:6; 1 João 1:1-2). Aqueles que amam a vinda de Jesus receberão a coroa da justiça (2 Timóteo 4:8).
Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas (11): Como em todas as cartas às igrejas, Jesus chama os destinatários a ouvirem a sua mensagem.
O vencedor (11): Aqueles que permanecem fiéis diante das perseguições são vencedores com Cristo.De nenhum modo sofrerá dano da segunda morte (11): Não sofreria o castigo eterno (20:6,14; 21:8). Os perseguidores poderiam até causar a primeira morte, mas os fiéis não sofrerão a segunda morte (veja Mateus 10:28).
Conclusão: Morar em Esmirna no primeiro século não seria fácil para o discípulo de Jesus. Além das perseguições pelos judeus, eles enfrentavam uma ameaça mais organizada e mais poderosa. A idolatria oficial, juntando a religião à força do governo, prometia uma perseguição perigosa aos cristãos da cidade, tentando-os a abandonarem a sua fé para melhorar as suas circunstâncias ou até para evitar a morte violenta. Para vencer esta tentação, teriam que acreditar no poder daquele que já venceu a morte. Mesmo se morressem, as suas vidas eternas seriam garantidas somente se mantivessem sua confiança no eterno Senhor, “o primeiro e o último, que esteve morto e tornou a viver”.

A Igreja em Pérgamo ( A Palavra Pérgamo significa Casamento ou União).
Agora vamos observar a igreja em Pérgamo, aqui vemos como a igreja deu uma “virada”, pois anteriormente a maior perseguição do mundo não foi capaz de destruir a igreja. Então satanás mudou seu método de ataque. O mundo não só parou de perseguir a igreja, mas até o maior império da terra - Roma - aceitou o cristianismo como sua religião estatal. Dizem que o imperador Constantino teve um sonho no qual ele viu uma cruz com as palavras:
“ Vença com este sinal” escritas sobre ela. Ele descobriu que a cruz era um sinal do cristianismo; por isso aceitou o cristianismo como religião estatal. Ele encorajou as pessoas a serem batizadas, eram lhe dadas duas vestes brancas e algumas moedas de prata. A igreja foi unida ao mundo; então, tornou-se caída. Quando está se une ao mundo seu testemunho é arruinado. Isso não significa que ela estivesse sem testemunho. O Senhor fala de Si mesmo como “Aquele que tem a espada de dois gumes”.
Eis aqui o julgamento. O Senhor diz: “ Conheço o lugar em que habitas, onde está o trono de satanás”. Por isso é difícil manter o testemunho. Mas aqui a uma pessoa muito especial, “Antipas, minha testemunha meu fiel o qual foi morto entre vós”.Não encontra-mos seu nome na história; portanto já que é uma profecia, precisamos descobrir o significado do nome em si. Anti,significa,contra - pás significa, tudo, Contra todos. Esse se opõe contra todos, é evidente que se tornou um mártir. Considerando esse homem que foi morto, o Senhor diz: “ Conservas o meu nome,e não negaste a minha fé”; Pérgamo recebeu o nome do Senhor, também a fé no Senhor, esses duas são coisas é que o Senhor louvou nela.

O Senhor diz: Tenho contra ti, porque tens lá os que seguem a doutrina de Balaão, Apoc.2.14..... Assim tens também os que seguem a doutrina dos nicolaítas, o que eu odeio. Apoc.2.15. (O mundo e a igreja estão casados). * Aqui já se houve a pratica da doutrina dos nicolaítas. Significa conquistar os leigos, há um grupo de pessoas espirituais que são selecionadas para cuidar das coisas espirituais. Não há somente irmãos; Sendo assim torna-se uma classe, sistema de sacerdotes, padres, pastores. Na Bíblia há somente irmãos. Há dom de Pastor, Bispo, mas não o sistema de pastores. O sistema pastoral é uma tradição de homens. Se á igreja é espiritual os nicolaítas, não serão produzidos. Uma vez que essa se torne mundana, os nicolaítas aparecem.
Portanto, arrepende-te; e, se não, ... contra eles pelejarei (16): O arrependimento exigido é da igreja, pois ela tolerava esses falsos mestres. Os professores das doutrinas de Balaão e dos nicolaítas precisariam se arrepender, também, ou serem rejeitados (veja Romanos 16:17-18; Tito 3:10-11). Uma igreja que tolera falsos professores se torna cúmplice do pecado. Se ela não se arrepender, Jesus usará a espada de dois gumes (2:12; 1:16) para trazer seu castigo sobre ela.

A Igreja em Tiatira ( O Sacrifício de perfume ) As palavras do Senhor tornam-se cada vez mais fortes. O Senhor diz que Ele é O que tem “ olhos como chama de fogo”. Ele é a luz; Ao mesmo tempo Diz que tem “ pés semelhante ao bronze polido”. Na bíblia bronze significa julgamento. Apoc. 2.18 O que os olhos vêem, os pés julgam. Os estudiosos da bíblia concordam que a igreja em Tiatira refere-se á igreja Católica Romana.
Isso não se refere ao que aconteceu em (Pérgamo). - agora isso passou. A situação agora se tornou mais pesada cheia de heresia e sacrifício. A igreja Católica segundo observamos não tem nada de bom, mas Deus diz:“ Conheço as tuas obras, e o teu amor,a tua fé o teu serviço, a tua perseverança e as tuas últimas obras, mais numerosas do que as primeiras”.( Nunca pense que não há nenhum salvo na igreja Católica Romana).Também ali o Senhor tem Seu próprio povo - disso devemos ter bastante clareza diante do Senhor. Ressaltamos agora quão desolada está se tornou em sua aparência exterior.
Primeiro o comportamento dos nicolaítas, mais tarde tornou-se ensinamento. Mas e a igreja agora? O que o Senhor diz aqui: (Apoc 2:20) Mas tenho contra ti que toleras Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensinar e enganar os meus servos.... Ela se autodenomina profetisa por que quer pregar e ensinar. A igreja Católica há uma imagem do Pai do Filho, dos apóstolos, dos santos, eles adoram Maria, Pedro. Alguns pensam que pelo menos Maria é do cristianismo.
Mais o fato é este: A Grécia tem uma deusa, a índia, o Egito a China cada religião do mundo tem uma deusa exceto o Cristianismo. Então produziram Maria. A igreja católica romana é a mulher pregando, O Filho de Deus é a palavra, Cristo é o Cabeça da Igreja portanto só Ele pode falar. Obs. Aqui temos Jezabel, mulher que se diz profetisa, quer pregar e ensinar. enganar os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria. Não se arrependeu. Ou seja sua Idolatria, profundezas de Satanás.... Apoc. 2. 20, 21, 24. O Julgamento de Jezabel:
(Apocalipse 2:22) - Eis que a porei numa cama, e sobre os que adulteram com ela virá grande tribulação, se não se arrependerem das suas obras. ( Essa profecias ainda não foram cumpridas, mas serão na queda da Babilônia).
O encorajamento aos demais de Tiatira (24): Ele já falou sobre os filhos de Jezabel. Agora ele encoraja os outros, os discípulos fiéis que não aceitam a doutrina dela e não participam do conhecimento das “coisas profundas de Satanás”. Algumas pessoas não buscavam as “profundezas de Deus” (1 Coríntios 2:10) pois queriam conhecer as profundezas do diabo. Pode ser uma referência à busca de conhecimento profundo (mas não da revelação da palavra de Deus) típica dos gnósticos.
Outra carga não jogarei... (24-25): Manter a pureza no meio da influência negativa em Tiatira e sob pressão de falsos ensinamentos como o de Jezabel já seria difícil. Jesus não exigiria mais do que isso . Ele não permite que seus servos sejam tentados além de suas forças (1 Coríntios 10:13).
Ao vencedor ( 26): O vencedor é aquele que guarda as obras de Cristo até ao fim. Novamente, ele destaca a necessidade da perseverança, mesmo quando enfrentamos tribulações.
Autoridade sobre as nações (26-27): Os cristãos perseguidos foram vítimas da maldade dos homens poderosos deste mundo, até do poder do governo. Mas os vencedores dominariam sobre as nações com o poder do Ungido de Deus (compare a linguagem deste texto com Salmo 2:8-9). Jesus daria aos fiéis o privilégio de participarem deste vitorioso reino messiânico (veja 5:9-10; Romanos 5:17; Efésios 2:6).
A estrela da manhã (28): Jesus é a estrela da manhã (22:16; veja 2 Pedro 1:19). Qual maior recompensa para o vencedor do que chegar ao eterno dia iluminado para sempre pela luz de Jesus?
Quem tem ouvidos, ouça (29): Como nas outras cartas, Jesus encerra esta com um apelo aos ouvintes. Prestem atenção!
O Senhor fala da idolatria em alta escala [Sob o comando da falsa profetisa Jezabel] (Apocalipse 2:18-29). Para quem não aprecia os males da Igreja Católica Romana, o “Ecumenismo e a Igreja Católica Romana”. Nessa Igreja não existe apenas um cadinho de religiões pagãs. Ela também se tornou a religião estatal (sob Constantino, tendo assim permanecido por tantos séculos), além de ter um sistema cheio de empáfia, de clero/laicato, com os seus padres, bispos, arcebispos, até o papa.

Conclusão: Jesus vê tudo e faz uma distinção absoluta entre os servos de Satanás e os servos fiéis do Senhor. Para os que insistem em servir ao diabo, ele promete tribulação e morte. Para os discípulos dele, ele promete o dia de sua presença e o privilégio de reinar com ele sobre os inimigos.

A Igreja em Sardes ( Os Remanescentes) Vimos que no tempo dos apóstolos havia o comportamento dos nicolaítas. Logo após este; Pergamo pecou grandemente introduziu o mundo na Igreja. Depois dos nicolaítas veio Jezabel e nesta época os ídolos foram introduzidos.

A história de Tiatira começou desde o tempo que Jezabel introduziu ídolos; e continuará até que está seja julgada. Quando a Igreja passa dos nicolaítas para o estágio de Jezabel; Deus não pode mais tolera-lá. Assim, aqui vemos o surgimento de Sardes. A igreja de Sardes é a reação de Deus a Tiatira. A história de reaviva-mento pelo mundo todo indica uma reação divina.
Sempre que o Senhor inicia uma obra de reavivamento, Ele está reagindo. A reação de Deus é a restauração do homem. (Apocalipse 3:1) - E AO anjo da igreja que está em Sardes escreve: Isto diz o que tem os sete espíritos de Deus, e as sete estrelas: Conheço as tuas obras, que tens nome de que vives, e estás morto.

(Apocalipse 3:2) - Sê vigilante, e confirma os restantes, que estavam para morrer; porque não achei as tuas obras perfeitas diante de Deus. (Apocalipse 3:3) - Lembra-te, pois, do que tens recebido e ouvido, e guarda-o, e arrepende-te. E, se não vigiares, virei sobre ti como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei.

Ninguém duvidaria que Lutero foi um servo de Deus, e que a reforma foi uma grande obra e foi uma reação divina, mas houve um começo e não um final. Com Lutero o problema da Justificação pela fé foi resolvido e também nos deu a bíblia aberta, quando está chega toda a igreja é iluminada. Roma hoje tem a igreja do mundo, a reforma não trouxe a igreja de volta a condição inicial, ela apenas fez com que a igreja do mundo se tornasse as igrejas estatais.
Como por ex: Luterana, Anglicana, mais tarde vemos as igrejas privadas, devido exaltação de certa doutrina. A Igreja Batista foi estabelecida porque alguém viu o batismo; a Presbiteriana devido o sistema de presbitério, foi estabelecida não porque alguém viu o que a igreja é: em lugar disso, a igreja foi estabelecida de acordo com um sistema. A história das igrejas protestantes terminou desta maneira?
Não! A história das igrejas protestantes é uma história de reavivamentos. O Espírito de Deus desse sobre quem Ele quer, Ele é o cabeça da igreja, não nós. “(Apoc 3:5) O que vencer será vestido de vestes brancas....” Todos estão registrados no livro... Mas aqui há um confessar pelo Senhor ... O problema aqui não é a vida eterna, mas se poderemos reinar ou não com Cristo.
O processo de morte de uma igreja pode acontecer lentamente, passando quase despercebido. As próprias pessoas na congregação, como outras pessoas olhando de fora, podem achar que esteja tudo bem. Jesus, porém, julga os corações e conhece o estado verdadeiro de cada igreja e cada discípulo. Quando ele nos chama para ouvir, devemos prestar atenção!

A Igreja em Filadélfia (Filadélfia Significa Amor Fraternal)
Leitura: Apoc. 3.7-13 Mat. 3:7-13 Agora vamos fazer um diagrama sistemático que pode nos ajudar a compreender melhor; A primeira parte representa a igreja na era dos apóstolos. Embora Éfeso seja uma igreja que tenha enfraquecido, ainda está na mesma reta, O Senhor reconheceu a igreja de Éfeso como continuação da igreja Apostólica. Esmirna continuou nesta linha.
Leitura: Apoc. 3.7-13 Mat. 3:7-13 Agora vamos fazer um diagrama sistemático que pode nos ajudar a compreender melhor; A primeira parte representa a igreja na era dos apóstolos. Embora Éfeso seja uma igreja que tenha enfraquecido, ainda está na mesma reta, O Senhor reconheceu a igreja de Éfeso como continuação da igreja Apostólica. Esmirna continuou nesta linha.
Filadélfia também fez uma curva, desta vez de volta a posição. Filadélfia saiu de Sardes. Nem é Igreja Católica nem igreja protestante, mas continua a igreja da era dos apóstolos. Mais tarde veio Laodicéia . Agora diz o Senhor que há uma igreja que está completamente restaurada e é por Ele louvada. Os que lêem a bíblia levantarão a questão:
“ Quem é ela na atualidade?” onde podemos encontrá-la na história? Não deixemos essa questão passar facilmente. Em l825 em Dublin, capital da Irlanda, houve muitos crentes cujo o coração foi movido por Deus para amar todos os filhos do Senhor, não importando em qual denominação estivessem. Começaram ver o que a palavra de Deus diz, que apenas há um corpo de Cristo, continuaram lendo viram o sistema do homem, então começaram a reunir todo domingo para partir o pão e orar.

1825 foi - após mais de mil anos de Igreja católica e varias centenas de anos de igreja protestantes a primeira vez que se houve um retorno à adoração simples livre e espiritual conforme as Escrituras. Muitos outros movimentos surgiram, na Guiana Inglesa e na Itália, levantando o mesmo tipo de reuniões. Em 1829 havia também reuniões na Arábia 1830, em Londres, Plyomourt e Bristol, na Grã-Bretanha também havia reuniões, mais tarde Estados Unidos Europa.

Whitefield disse: “ Sejam todos os outros nomes abandonados; Sejam somente o nome de Cristo exaltado”. Conheço as tuas obras... que tens pouca força...Guardaste a minha palavra... uma porta aberta que ... eis que farei alguns que são...também te guardarei da tribulação... venho sem demora conserva o que tens....
Conclusão
Como identificar uma igreja boa? Seria a maior? A mais ativa? A mais conhecida? A mais rica? Certamente Jesus julga por critério diferente do nosso. Ele pode ver uma igreja pobre ou fraca como uma congregação fiel, dedicada e perseverante. Ao invés de tentar impressionar os homens, devemos nos dedicar ao desenvolvimento do caráter que agrada a Deus.

A IGREJA EM LAODICÉIA (Os costumes dos leigos ou as opiniões do povo comum) ( em um significado especial em seu nome este e composto por duas palavras laos- leigo sig.(lacaito povo comum) , e diceia que pode ser traduzido para costumes ou opiniões). A igreja fracassou, pois voltou ao nível de acatar opiniões e costumes dos leigos Em Filadélfia o que vemos são irmãos e amor uns pelos outros.
Mas o que vemos aqui são leigos, opiniões e costumes. Uma igreja denominacional é Sardes, não Laodicéia as diferentes denominações são as igrejas protestantes. Essas não estão qualificadas para se tornar-se Laodicéia. Sardes criou outra classe mediadora. Em Filadélfia, vemos somente irmãos; a classe mediadora que domina o lacaito já não existe.
Todos voltaram à Palavra do Senhor para obedecer a ela e obedecer ao que o Espírito Santo tem falado por meio da Palavra. Mas um dia, por não permanecer na posição de irmãos que recebem a disciplina do Espírito Santo e por cair da posição de irmãos para a de leigos, Laodicéia apareceu. Em Sardes a autoridade está nas mãos do sistema pastoral.
Em Filadélfia, a autoridade está nas mãos do Espírito Santo. Esse exerce autoridade por meio da Palavra e do Nome, e todos são irmãos amando uns aos outros. Aqui o Senhor fala de si mesmo com “o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus” . O Senhor é o Amém. Amém significa tudo bem; quer dizer assim seja, Então.
Ele cumprirá tudo, e nada será em vão. O Senhor Jesus na terra estava testificando a obra de Deus. Entre os diversos seres e coisas criadas por Deus, o Senhor é o Cabeça. (Apocalipse 3:15) - Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! (Apocalipse 3:16) - Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca.

(Apocalipse 3:17) - Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu. A característica principal de Laodicéia é orgulho espiritual é uma Filadélfia decaída.

Conclusão Na carta à igreja em Laodicéia, Jesus não citou nenhuma doutrina errada e nenhum pecado de imoralidade. Ele não condenou a igreja por práticas idólatras. Esta igreja, que se achava rica e forte, foi criticada por seu orgulho e auto-suficiência. Exaltou-se, ao invés de se humilhar diante do Senhor dos senhores.
Obs: Existe mais uma coisa que deveríamos obserar sobre a Igreja de Laodicéia. Nas Igrejas católicas e protestantes, o pastor e o sacerdote tipicamente governavam o laicato com mão de ferro. Não davam chance de argumentação. Lembra-se dos nicolaítas, onde o clero governava o laicato? Ora, Laodicéia significa “governar pelo laicato”. A Igreja evangélica de hoje é governada por um conselho de algum tipo. (diáconos, anciãos, etc.). Em média, o pastor serve sob a pressão do conselho. Quando a igreja precisa de um novo pastor, um comitê de pesquisa entrevista algum em potencial, trazendo-o para pregar na igreja e em seguida há uma votação - geralmente com todos os membros da igreja. Quando o pastor não agrada, logo é dispensado através de votação e logo se começa uma nova pesquisa. Isso é tão distante do modelo bíblico que nem sequer merece defesa. Mas o resultado da nova igreja “democrática” controlada pelo laicato é ver as pessoas se juntando aos mestres que lhes “provocam comichão nos ouvidos”, conforme lemos na passagem da 2 Timóteo 4:3, citada no início deste capítulo.

(Resumo Luiz )- Livro: WATCHAMANN NEE

Pregações em Vídeos

(II Tessalonicenses 3:1) - No demais, irmãos, rogai por nós, para que a palavra do Senhor tenha livre curso e seja glorificada, como também o é entre vós.

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Los dos caminos y los dos destinos

La salvación y la perdición

Caleb J. Baker, 1841-1918
El señor Baker era un exitoso fabricante de productos de lona en Kansas City, Estados Unidos, y también el diseñador de la carta gráfica Los dos caminos y los dos destinos en el formato que más se usa. En este escrito se emplea la Versión Popular de la Biblia, publicada por Editorial Mundo Hispano

"Entren por la puerta angosta. Porque la puerta y el camino que llevan a la perdición son anchos y espaciosos, y muchos entran por ellos; pero la puerta y el camino que llevan a la vida son angostos y difíciles, y pocos los encuentran," Mateo 7.13,14.

Palabras de Amor

Ir a Palabras de Amor
148 mensajes con historias ilustrativas. Pulse la miniatura para ir al índice.

Venho Sem Demora

http://www.youtube.com/watch?v=m72fNiV_fr0



Quando os discípulos de Jesus perguntaram a Ele

"qual é o sinal da Tua vinda, e do fim desta era?",

ele respondeu:

"E, certamente, ouvireis falar de guerras e rumores de guerras; vede, não vos assusteis, porque é necessário assim acontecer, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, reino contra reino, e haverá fomes e terremotos em vários lugares; porém tudo isto é o princípio das dores." (Mateus 24)

Hoje, estas profecias de Jesus têm se cumprido, e TUDO aponta para a Sua vinda. É necessário que TODOS se arrependam de seus pecados (os incrédulos e também os crentes) e se voltem para o Único Deus Vivo, porque Ele vai julgar este mundo!!!

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

A Igreja Gloriosa

O Plano de Deus e o descanso de Deus Leitura Bíblica: Gn.1:26-2:3; 2: 18-24; Ef.5:22-32; Ap 12; 21-1-22:5 Nessas quatro passagens das Escrituras, quatro mulheres são mencionadas. Em Gn 2, a Mulher é Eva; Em Efésios 5, ela é a Igreja; em Apoc.12, é a mulher da visão em Apoc. 21, a esposa do Cordeiro.

O Propósito de Deus ao Criar o Homem Porque Deus Criou o Homem? Qual foi o Seu propósito ao criá-lo? Deus nos deu a reposta para essas perguntas em Gênesis 1:26-27. Esses dois versículos são de grande significado, pois nos revelam que a criação do homem foi deveras extraordinária. “Haja luz ouve luz, Haja ar...”

Ao Criar o homem, não foi tão simples assim. Foi necessário uma conferência entre a Deidade. Deus disse: “ Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; esse dominaria e governaria, foi isso que Deus planejou.” (*)

Façamos está palavra revela-nos a conferência da Deidade. O propósito de Deus é ganhar um grupo de pessoas que sejam iguais ao Seu Filho.Quando lemos Rom.8:29, encontramos o propósito de Deus: Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.”

No plano de Deus para criar homem, Ele não o predestinou para pecar, nem pré-ordenou a redenção. Não minimizamos a importância da redenção; apenas dizemos que ela não foi pré-ordenada por Deus.

(*) Se Fosse, o homem teria de pecar, ao homem, foi ordenado que dominasse e governasse a terra isto mostra que problema não está com os céus,mas com a terra.

A intenção divina original era dar a terra ao homem como habitação, e não que ela se tornasse desolada (Isaías 45:18) - Porque assim diz o SENHOR que tem criado os céus, o Deus que formou a terra, e a fez; ele a confirmou, não a criou vazia, mas a formou para que fosse habitada: Eu sou o SENHOR e não há outro.


A IGREJA PROVÉM DE CRISTO

Então perguntaríamos: “ Que é a Igreja?” A Igreja é a parte tirada de Cristo. O fato de Eva ter sido feita de Adão significa que a Igreja é feita de Cristo.

Eva foi feita da costela de Adão. Visto que Eva saiu de Adão,ela ainda era Adão,mas de outra forma.Assim,que é a Igreja?A Igreja é a outra forma de Cristo, assim como Eva era a outra forma de Adão.

A Igreja é composta apenas do que provém de Cristo. Todo talento, habilidade, pensamento e ego humanos e tudo que homem tem está fora da Igreja.
A base de ser parte da Igreja é o novo nascimento, uma vez que é assim que Cristo se dá a nós - daí. A necessidade de que vivamos, comportemo-nos e atuemos conforme essa vida, a vida de Cristo.
Eva foi o osso de Adão e carne de sua carne. Isso significa que os ossos interiormente e a carne exteriormente provém de Cristo.
As escrituras nos revelam como Deus usou muitas mulheres para tipificar a Igreja. Em Gênesis há, além de Eva, a História De Rebeca e Azenate.
O Casamento de Rebeca com Isaque tipifica como a Igreja é Oferecida a Cristo.
O Casamento de Azenate com José e os filhos deles nascidos no Egito tipifica a igreja sendo Chamada do mundo para Deus. Êxodo nos conta como Zípora se casou com Moíses no deserto. Isso tipifica a Igreja no Deserto.
Josué conta que após Acsa ter-se casado, ela pediu as fontes superiores e as fontes inferiores. Isto tipifica a Igreja recebendo a herança.
O casamento de Abigail com Davi tipifica a igreja alistada como exército para guerra. A somente o tipo de Eva a precedeu. Os demais envolvem a questão de responsabilidade; esse é o único livre disso.
Igreja foi chamada do mundo, redimida, levada para o Deserto, alistada para guerra aquinhoada com herança e oferecida a Cristo.

A IGREJA É A PORÇÃO ÚNICA QUE PROVÉM DE CRISTO. Todos os outros tipos ocorrem após a queda do homem;
Eva feita do sono de Adão

O sono de Adão não foi para redenção de Eva, mas para que uma costela fosse tirada para sua criação. ( O pecado ainda não tinha entrado em cena;Gen 3 veio depois.)

Mas o que vemos com relação ao Senhor,quando Ele já estava morto, eles não Lhe quebraram os ossos. Em vez disso, eles lhe abriram o lado com uma lança e saiu sangue e água. Isso significa que quando abriram o seu lado a obra da redenção já fora feito.

A EVA QUE DEUS FEZ SAIR DE ADÃO, E NÃO DE UM PECADOR REDIMIDO. ELA FOI FEITA ANTES DO PECADO ACONTECER, DA MESMA FORMA, A IGREJA SAIU DE CRISTO; NÃO SE TRATA DE PECADORES RECEBENDO GRAÇA E SENDO SALVOS. EVA SAIU DE ADÃO E FOI SOMENTE PARA ADÃO; IGUALMENTE, A IGREJA, A IGREJA SAIU DE CRISTO E É TOTALMENTE PARA CRISTO.

A igreja não é uma composição de seres humanos de todas as nações raças e pessoas. Não é que muitas pessoas crêem em Jesus e por isso se tornam a Igreja.A igreja não é a reunião dos Salvos, ou onde dois ou três reúnem no seu nome, ou Eclésia do grego tirado para fora. A IGREJA É A PORÇÃO ÚNICA QUE PROVÉM DE CRISTO.

Derramamento de sangue para nos redimir dos pecados, mas o fluir da água, prefigurando o dispensar de Sua vida nós.

No plano eterno de Deus, a Igreja é sem pecado .Ela não tem história de pecado, porém é inteiramente espiritual e totalmente proveniente de Cristo. Mas, e a história atual da Igreja?

Sabemos que ela não procede inteiramente de Cristo, e muito de seu elemento veio da terra.Então de que maneira Cristo a introduzirá na perfeição? Ele o fará purificando-a pelo lavar da água pela palavra.

(Efésios 5:29) - Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja; (Efésios 5:27) - Para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga.

Meu irmão você não vive para sí.

Porque nenhum de nós vive para si,e nenhum morre para si. Porque, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos.De sorte que, ou vivamos ou morramos, somos do Senhor. (Rom. 14. 7, 8).
Nascemos crescemos e morremos, precisamos agora parar e analisar, ver o rumo e o caminho que nossa vida tem seguido.
1. Muitos na maioria das vezes estão buscando prazeres pessoais como ter: Uma boa vida financeira, saudável, amorosa e religiosa.
Então começa como uma corrida: foi dada a largada todos são velozes e potentes, afinal todos querem sair vitoriosos, custe o que custar. Às vezes alguns recebem uma penalização por aumentar a velocidade onde não pode ultrapassar.
Outros por parar em lugar proibido, ter avançado o sinal. Afinal parece que vale tudo para chegar ao fim. Vamos ninguém está nos vendo, não é?!
Assim eu e você, vamos levando a nossa vida, afinal temos que vencer e dar o melhor de nós, não é verdade?
Mas nessa corrida há muitos imprevistos,como por exemplo: Quebrar, dar defeito, acabar o combustível, e até mesmo fundir o motor.
Então podemos perguntar: É essa a vida que Deus quer para nós? A momentos em nossa vida que precisamos parar, refletir fazer uma análise.
Como o texto de romanos nos diz logo acima; Penso que planejamos as nossas vidas, buscamos que tudo saia de acordo com os nossos objetivos, quando não dá certo questionamos a Deus!
Olhamos para sua palavra e vemos escrito: " Deleita-te também no SENHOR, e te concederá os desejos do teu coração. " ( SL 37:4 ).
Muitos conquistam várias coisas em suas vidas, isso não tem problema algum, o único problema está em quem recebe a honra e glória dessa conquista.
As escrituras nos dizem que,um rei chamado Nabucodonosor ,rei da Babilônia disse:´´ Não é esta a grande Babilônia que eu edifiquei para a casa real,com a força do meu poder,e para glória da minha magnificência? Ainda estava a palavra na boca do rei, quando caiu uma voz do céu: A ti se diz, ó rei Nabucodonosor: Passou de ti o reino. E serás tirado dentre os homens, e a tua morada será com os animais do campo; far-te-ão comer erva como os bois, e passar-se-ão sete tempos sobre ti, até que conheças que o Altíssimo domina sobre o reino dos homens, e o dá a quem quer. Na mesma hora se cumpriu a palavra sobre Nabucodonosor, e foi tirado dentre os homens, e comia erva como os bois, e o seu corpo foi molhado do orvalho do céu, até que lhe cresceu pêlo,como as penas da águia, e as suas unhas como as das aves.
Mas ao fim daqueles dias eu, Nabucodonosor, levantei os meus olhos ao céu, e tornou-me a vir o entendimento, e eu bendisse o Altíssimo, e louvei e glorifiquei ao que vive para sempre, cujo domínio é um domínio sempiterno, e cujo reino é de geração em geração.`` ( Daniel 12.30-34 )
Se vivemos para o Senhor, esperamos Nele, descansamos Nele, buscamos fazer tudo segundo a sua vontade. Há Ele pertence a honra e a glória.
Assim como as nossas vidas. ´´ Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia Nele, e Ele tudo fará.`` ( SL 37:5 ). Por isso cada dia devemos olhar e dizer se Deus permitir, se for da vontade do Senhor, terei e farei tal coisa. E conquistando esse objetivo ou não daremos graça ao Senhor.
Autor: Luiz Ernani



O QUE É UM CRISTÃO - At 26:28
O termo “cristão” será usado estritamente de acordo com o ensino do Novo Testamento. Usando o processo de eliminação vamos ver primeiro:

I. O QUE NÃO É SER CRISTÃO:
1. Tornar-se cristão não é tornar-se “religioso” ou adotar uma nova “religião”.
a) Entre os não crentes aceitar a Cristo é interpretado como “aceitar o cristianismo”.
b) Nos países chamados cristãos a conversão freqüentemente é o mesmo que tornar-se religioso.
c) Tais expressões são totalmente inadequadas e falsas. Não havia homem mais religioso sobre a terra do que Saulo de Tarso (At 22:26; Fil 3). Ele era um homem zeloso e cheio de paixão religiosa. Ser religioso está muito longe daquilo que o Novo Testamento chama ser cristão!
d) Ser um verdadeiro cristão não é aceitar um credo, declaração ou doutrina. Nem tampouco observar ritos e cerimônias, assistir cultos e se conformar a um padrão de vida!
e) De modo algum religião é Cristianismo. Quando pedimos às pessoas para se tornarem cristãs, não estamos pedindo que mudem de religião, nem que se tornem religiosas.

2. Tornar-se cristão não é unir-se a uma instituição chamada igreja.
a) Não existe tal coisa chamada “unir-se à igreja”. Não damos nenhum passo, nem em palavras, nem em atos para que nossos membros se tornem parte do nosso corpo. Não existe diferença entre os membros e o corpo. Mas, eles não se tornam membros pela organização, convite, exame, interrogação ou catecismo. Não! Só pela vida!
b) No tocante à Igreja de Cristo é a mesma coisa: tem que existir um verdadeiro relacionamento de vida. Ser membro no sentido técnico é uma coisa supérflua. Sem relacionamento não existe a Igreja de Cristo.
c) Existem multidões que são membros do que é chamado de “Igreja”, mas que não suportarão o teste do que seja realmente um cristão.
d) Quando convidamos as pessoas para tornarem-se cristãs não estamos pedindo que se unam à igreja.
e) Devemos reconhecer que o cristianismo não é mais uma instituição ou sociedade. Você pode ir a muitas chamadas “igrejas” e nunca encontrar satisfação.
f) Naturalmente isso é negativo, mas devemos reconhecer que quando nos tornamos cristãos, nós compartilhamos uma nova vida em Cristo, juntamente com todos os outros que nasceram de novo e assim nos tornamos um em Cristo!

3. Tornar-se cristão não é tornar-se parte de um novo movimento.
a) O cristianismo é num sentido um movimento: um movimento Divino do céu!
b) Mas alguns concebem o cristianismo como sendo um grande empreendimento para melhorar o mundo. Um apelo é feito para que as pessoas se unam a esta grande obra.
c) Mais cedo ou mais tarde os que se uniram a ele descobrirão que estão numa falsa posição.
d) Existe algo que deve acontecer antes do movimento: o movimento está com Deus e não conosco. O maior valor no movimento, quando chega a hora de Deus para ele, é que aprendemos a não nos mover sem Ele.
e) Não apelamos para que as pessoas se unam a um movimento, onde todas as suas forças e entusiasmo natural poderão ser usados!
f) Deus tem um propósito e você se interessa por Ele em relação àquele propósito! Mas antes devemos nos tornar “novas criaturas”!

II. O QUE É SER UM CRISTÃO
Vamos ver o que é ser um cristão utilizando um grande exemplo: Saulo de Tarso. O modo como ele foi convertido pode não ser comum ou geral, mas os princípios são sempre os mesmos. Os três princípios e realidades de uma verdadeira vida cristã são:

1. Quem És Tu? “Eu sou Jesus”!
A primeira coisa é um conhecimento interior de que Jesus é uma Pessoa viva e não apenas saber que Ele existiu.
a) Para Paulo foi uma tremenda descoberta: Jesus está vivo? Ele foi crucificado e morto; o que restava agora era apagar Sua memória e destruir aquilo que O representava.
b) Saulo dedicou-se a isso! Que surpresa não foi para ele descobrir que Jesus estava vivo! E na glória!
c) Começamos nossa vida cristã experimentando essa realidade viva. Não um Jesus da história, mas um Jesus do coração!
d) Todos devem provar isso! Temos apenas que lançar fora nossas tradições, preconceitos, dúvidas, perguntas e problemas mentais, ir diante Dele e falar com Ele, embora Ele não possa ser visto.
e) Fale com Ele com coração honesto e como se estivesse face a face com Ele. Fale com Ele como você fala com uma Pessoa.
f) O Espírito Santo está no mundo para levar as pessoas a experimentarem esta realidade! Que Jesus vive e entra no coração de todo aquele que se volta para Ele honestamente.
g) Só existe um caminho que é Jesus. Você ouviu falar de um médico e ele é o homem para o seu caso! Você diz que não existe tal pessoa? Que há evidências que ele morreu a muito tempo? Você vai até ele para dizer que não crê que ele seja médico?
h) Se você fizer isso mostrará duas coisas:
1º) Ou seu caso não é tão sério!
2º) Ou você está fugindo da sua seriedade!
i) Se seu caso é sério e você sabe disso, o mínimo que você vai fazer é ir ao médico e contar a ele sua situação e pedir para ele fazer o que pode!
j) A descoberta de que Jesus é uma realidade viva é a primeira coisa na vida cristã. Isto é um teste e um testemunho.

2. O que Queres Que Eu Faça Senhor?
Esta é a segunda coisa na vida cristã.
a) Isso representa uma nova posição e um novo relacionamento!
b) Antes disso Saulo propunha, planejava, determinava e desejava; fazia tudo para uma boa causa: para o próprio Deus!
c) Uma evidência clara de uma vida verdadeiramente aceitável a Deus: o senhorio absoluto de Cristo. Quando descobriu que Jesus vivia, Paulo exclamou: “Senhor! Que queres que eu faça?!”
d) A marca registrada da verdadeira vida cristã é a submissão a Cristo e uma vida governada por Ele como Senhor.

3. Cristo Em Vós – Col 1:27
a) Isto se torna verdade por um ato definido quando creio Nele e o Espírito Santo toma posse de nós interiormente. Isto é “nascer de novo”.
Ser cristão é:
1) Reconhecer que Jesus está vivo.
2) Entronizá-Lo como Senhor absoluto.
3) Ter Sua presença interior e poder, por meio do Espírito Santo.

III. O TESTEMUNHO DE PAULO: At 26:28 (14)
Estas palavras foram pronunciadas ao mesmo homem: como Saulo de Tarso e depois como Paulo o apóstolo. No primeiro caso (At 26.28) por um governador do Império Romano (Agripa) e depois por Jesus de Nazaré. Elas contêm a essência de uma verdadeira experiência cristã:

1) É Algo Absolutamente Pessoal:
“Ouvi uma voz Me dizendo, Saulo! Saulo!”.
a) Outros estavam com Saulo, mas a palavra foi dirigida a ele de forma pessoal. Jesus o conhecia pelo nome!
b) Deus tem um interesse pessoal conosco. Um irmão tinha o costume de evangelizar entregando apenas versículos da Bíblia. Certo dia, visitando um hospital militar, aproximou-se de um soldado que se achava todo enfaixado da cabeça aos pés. Só a boca e os olhos estavam descobertos. Uma enfermeira de longe deu a entender ao irmão que não adiantava falar com o tal soldado. Ele tentou se afastar, mas o Espírito de Deus o moveu a deixar um texto da Palavra no peito do doente. Ao se afastar ouviu o soldado dizer: “O que é isso?” Ele respondeu: “Palavras da Bíblia”. O doente pediu: “Por favor, leia para mim”. E o irmão leu: “Filho meu, dá-me o teu coração”. O doente ficou perturbado e exclamou: “Não sabia que meu nome estava na Bíblia!” O crente explicou: “Você está enganado: seu nome não está na Bíblia. Este é um texto do Livro de Provérbios”. Nessa hora o soldado moribundo pediu ao irmão que lesse a placa que mostrava o seu nome na cabeceira da cama: Myson Jack. Então o irmão entendeu. O texto da Palavra estava em inglês: “My son, give me your heart”. Observe leitor, que o sobrenome do soldado “myson” são as duas primeiras palavras do texto bíblico: “meu filho = myson”. Deus falou com aquele homem de forma pessoal e direta: “Soldado Myson (meu filho), dá-me o teu coração”. Maravilhoso, sublime, tocante!
c)Você acha isso coincidência, acidente? Aquele homem estava para entrar na eternidade e Deus o chamou pelo nome! (Gl 2:20).
d) Paulo não sabia, mas estava “dando coices contra o aguilhão” (At 26:14).
e) Saulo estava tentando desesperadamente provar a falsidade de Cristo e do cristianismo, mas, por dentro ele estava dando coices na vontade de Deus!
f) Cristo é uma realidade e mais cedo ou mais tarde teremos que recebê-Lo: (i) Como Senhor e Salvador agora; (ii) Como Juiz (Fil 2) no final da vida.

2. Cristianismo Não é Uma Religião e Sim Uma Pessoa!
a) Porque Me persegues? Veja a que ponto o zelo religioso de Saulo o levou!
b) Oh! Que tremenda é a diferença entre ser religioso e ser cristão!
c) Como é possível alguém ser apaixonadamente dedicado e devotado àquilo que crê ser de Deus, ou para Deus, e ainda estar “perseguindo” o próprio Deus ou obstruindo no número ou natureza dos pecados. Sua base de julgamento é outra: O que você fez do meu Filho?
e) Nossa rejeição não precisa ser violenta, como foi a de Saulo. Não precisamos cometer pecados grosseiros como: adultério, roubo, morte!
f) Não é necessário jogar o remédio ao chão para perecer; basta deixá-lo onde está e não tomá-lo.

Todas as questões de vida e morte, pecado e justiça, céu e inferno, tempo e eternidade, estão relacionadas não à religião, igreja ou crença, mas a um relacionamento vivo com o Filho de Deus.
a) O cristão é aquele que entrou num relacionamento vivo e encontrou resposta para todas estas perguntas e questões na Pessoa e Obra de Jesus Cristo.

Autor: T. Austin-Sparks

A morada dos Cristãos I - Os primeiros cristãos antes de Constantino

http://www.youtube.com/watch?v=EOEPNFGMONw

http://www.youtube.com/watch?v=RKBWadFtaPU

De Glória em Glória

Este livro traz uma abordagem séria e uma nova perspectiva para muitos conceitos ensinados na Igreja evangélica de nossos dias. Você encontrará tópicos que além de profunda reflexão, abrirão espaço para uma compreensão muito mais ampla do que provavelmente você ouviu até agora. Se você tem fome de conhecimento de Deus e um coração aberto e sincero para receber Sua verdade, temos total confiança que Ele usará este livro para revelar-se de maneira mais completa e poderosa a você.

Mensagens

HOMENS SENSUAIS

Amados é com grande amor no coração que vós escrevo para que o Pai seja glorificado no seu Filho.
Somos o Corpo de Cristo o Senhor está sendo formado em nós, se conseguirmos ver tal formação teremos vergonha em nós, pela vida que temos levado sem comunhão e amor.
Como temos sido egoístas, nós mesmo achamos que Deus está aí só para resolver os nossos problemas. Nossas dificuldades, queremos um Deus pessoal e exclusivo nosso, quanto egoísmo e ciúme de nossa parte, Deus trabalha por meio de seu Filho, pelo seu Espírito em seu Corpo .
A vida o Senhor nos deu! E não pediu nada em troca a não ser que fossemos santos e perfeitos como Ele o É! Ele sabe que por nós mesmos não temos condição, por isso veio Ele terminar a obra que havia começado.
Mas nós ainda persistimos em criar e querer fazer algo para Deus, como que aquilo que Cristo fez por sua igreja não fosse suficiente; Ele nos comprou e nos enviou seu Espírito para realizar sua Obra.
Insuficientemente nós pela fraqueza do nosso ser deixamos que nossa alma e nossa carne nos conduzam a viver uma vida enganando-nos por anos e achando que estamos servindo a Deus.
Homens sensuais, que cuidam da alma e do corpo, não subjugam estes ao Espírito, para que vivam segundo a vontade de Deus!
Assim vivemos até aprender a deixar o Senhor trabalhar e nos ensinar por Ele.
Precisamos ter uma vida de submissão à pessoa do seu Espírito, tudo o que fizermos por melhor que acharmos ser bom, se não estiver dentro de sua vontade , estaremos edificando sobre areia, feno ou palha. Breve cairá, e pegará fogo!
Homens sensuais. Vivem para si mesmo, cuidando do seu corpo e de sua alma, sendo guiados e conduzidos por este mundo alma e corpo buscando sempre fazer a sua vontade própria.
O Senhor nos dá uma grande ajuda para entender que agora não estamos sós; Pois recebemos o Espírito de Cristo, ELE SE ENTREGOU POR AMOR, Para não vivermos isoladamente e sim tivéssemos comunhão com Ele.
Cristo sendo então formado em nós, como Corpo, e Ele sendo cabeça desse, nos direciona a Sí mesmo.
Agora um questionamento: temos vivido para o Senhor ? Ou ainda vivemos uma vida sensual ?
Que cada um de nós possa refletir e olhar como estamos vivendo porque e para quem.
Qual é a edificação de Deus? Qual é o material que temos trazido para essa edificação do Corpo de Cristo? Será que ainda edificamos as sinagogas os templos do judeus e dos pagãos.
Será que ainda não conseguimos ouvir o que Jesus disse a samaritana : (João 4:23) – “Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.
(João 4:24) - Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.”
Veja aqui uma palavra chave : o Pai procura a tais que assim o adorem, Deus está procurando verdadeiros adoradores , então que possamos ouvir como diz Apocalipse: “ Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.” Então deixaremos de sermos sensuais e andarmos por nós.
Muitas vezes estamos querendo construir e edificar uma babel, no entanto Deus está nos mandando sair dela!
Que pela graça que o Filho recebeu do Pai possamos entender que Deus é um Deus que se preocupa com os homens e não com programas; pois estes não mudam a vida de ninguém!
A graça o Amor do Pai, esteja em cada um de vós, e que o Espírito nos ensine a levar a nossa alma e o nosso corpo, a ficar sobre o governo do Espírito de Cristo. Então parar e ouvir o Senhor falar (João 17:1-21) :
“ JESUS falou assim e, levantando seus olhos ao céu, disse: Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que também o teu Filho te glorifique a ti;
- Assim como lhe deste poder sobre toda a carne, para que dê a vida eterna a todos quantos lhe deste.
- E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.
- Eu glorifiquei-te na terra, tendo consumado a obra que me deste a fazer.
- E agora glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse.
- Manifestei o teu nome aos homens que do mundo me deste; eram teus, e tu mos deste, e guardaram a tua palavra.
- Agora já têm conhecido que tudo quanto me deste provém de ti;
- Porque lhes dei as palavras que tu me deste; e eles as receberam, e têm verdadeiramente conhecido que saí de ti, e creram que me enviaste.
- Eu rogo por eles; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus.
- E todas as minhas coisas são tuas, e as tuas coisas são minhas; e nisso sou glorificado.
- E eu já não estou mais no mundo, mas eles estão no mundo, e eu vou para ti. Pai santo, guarda em teu nome aqueles que me deste, para que sejam um, assim como nós.
- Estando eu com eles no mundo, guardava-os em teu nome. Tenho guardado aqueles que tu me deste, e nenhum deles se perdeu, senão o filho da perdição, para que a Escritura se cumprisse.
- Mas agora vou para ti, e digo isto no mundo, para que tenham a minha alegria completa em si mesmos.
- Dei-lhes a tua palavra, e o mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do mundo.
- Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal.
- Não são do mundo, como eu do mundo não sou.
- Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade.
- Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviei ao mundo.
- E por eles me santifico a mim mesmo, para que também eles sejam santificados na verdade.
- E não rogo somente por estes, mas também por aqueles que pela sua palavra hão de crer em mim;
- Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste.
- E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um.
- Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me enviaste a mim, e que os tens amado a eles como me tens amado a mim.
- Pai, aqueles que me deste quero que, onde eu estiver, também eles estejam comigo, para que vejam a minha glória que me deste; porque tu me amaste antes da fundação do mundo.
- Pai justo, o mundo não te conheceu; mas eu te conheci, e estes conheceram que tu me enviaste a mim.
- E eu lhes fiz conhecer o teu nome, e lho farei conhecer mais, para que o amor com que me tens amado esteja neles, e eu neles esteja.

“ Porque grande é o Senhor dos Exércitos que nós fez de criaturas suas , Filho! ” 03.10.2007
Luiz Ernani P. Faria

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Defesa da fé - Seitas e Heresias

Testemunhas de Jeová.
O Jesus jeovista passou por três fases: antes de vir à terra, no céu, chamava-se Miguel; vindo à terra, tornou-se homem, somente homem, perfeito como Adão antes da queda, ao subir ao céu, o Jesus de Nazaré homem deixou de existir e tornou a ser o arcanjo Miguel, logo, o Jesus jeovista é mutável na sua natureza: anjo, homem, anjo.
Este texto é talvez o mais complicado para os Tj´s, tendo em vista que, quando analisado, nota-se que, por faltar-lhe autoridade, Miguel não lutou diretamente contra Satanás, note que ele não “ousou pronunciar juízo”, logo, complica-se a explicação dos TJ´s, quando sabemos que Jesus, quando na terra, lutou diversas vezes contra Satanás, em todas vencendo:
Mt. 4:1-10; Mt. 16:21-23; Mc. 16:17; At. 19:12,13. Se Jesus enquanto na terra repreendeu satanás diversas vezes e Miguel não ousava repreendê-lo, como poderiam ser a mesma pessoa?
O nome Miguel significa “Quem é como Deus?”.
O nome Jesus significa “Javé é o Salvador”.Em Is. 43:11 está: “Eu, eu sou o Senhor, e fora de mim não há Salvador”. Essa afirmação aplica-se a Javé no Velho Testamento.
O Novo Testamento nos aponta a quem pertence a obra de salvar: “ E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens pelo qual devamos ser salvos” (At 4:12).
SOBRE JESUS: As Testemunhas de Jeová (TJ) não negam a humanidade de Jesus, mas negam sua divindade. Afirmam que Jesus antes de vir ao mundo era apenas o Arcanjo Miguel. Quando nasceu em Belém, tornou-se um homem perfeito e quando ressuscitou dos mortos, fê-lo como um espírito glorificado.
No livro A VERDADE VOS TORNARÁ LIVRES p.49/50 lemos: "Sendo o filho unigênito de Deus e o primogênito de toda a criatura, o verbo seria um príncipe entre todas a s outras criaturas. Neste cargo tinha outro nome no céu, nome que é Miguel". A Bíblia estabelece as seguintes diferenças entre Jesus e Miguel, mostrando que um não é outro:
Miguel é anjo (Cl 1.16-17) e Cristo é Deus - Jo 1.1, 20.28, 1 Jo 5.20 Miguel é criatura (Cl 1.16-17) e Cristo é Criador - Jo 1.
Miguel é príncipe (Dn 10.13) e Cristo é Rei dos reis - Ap 17.1 Miguel é defensor dos judeus (Dn 10.13) e Cristo é defensor de todos os homens - 1 Jo 2.1-2
Miguel não pode ser adorado (Ap 22.8-9) e Cristo é adorado pelos próprios anjos - Hb 1.6 Miguel não é juiz (Jd 9) e Cristo é Juiz - At 17.31
O verdadeiro ensino da Bíblia acerca de Jesus é que Ele é imutável. Basta ler Hb 1.10-12. Sendo assim, Jesus na terra tinha duas naturezas - a divina que trouxera do céu (Fl 2.6) e a humana, de Maria, sua mãe - Hb 1.21-23. Encontramos na Bíblia a expressão "filho do Homem" empregada 55 vezes nos evangelhos. A Bíblia apresenta Jesus também como Filho de Deus - Jo 5.16-18. Sendo Filho de Deus é igual a Deus - Jo 10.30-33, Jo 14.9. Ele é onipotente, onipresente e onisciente, santo e eterno.


[3,24] DIKAIOUMENOI DÔREAN TÊ AUTOU KHARITI DIA TÊS APOLUTRÔSEÔS TÊS EN KHRISTÔ IÊSOU
(Romanos 3:24) - Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.
E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas. (Gênesis 1:2). Vemos o Espírito Santo participando da criação, Ele também é o Criador de todas as coisas.
(II Corintios 13:13) - A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo seja com todos vós. Amém.
A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação. Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido. (Romanos 10:8-11)
Jesus durante todo o seu Ministério terreno, apesar de ter dito: " Manifestei o teu nome aos Homens...". Jo 17.6 nunca tenha chamado Deus de Jeová e nem ensinado.
A ambigüidade da palavra " Senhor" com relação ao Pai e ao Filho. Eliminando a possibilidade se chamar o Pai de "Senhor", adulteram o texto original ao colocar o nome de Jeová no lugar da palavra " Senhor ", como o leitor poderá conferir no texto a seguir:
(Romanos 10:13) - Porque todo aquele que invocar o nome de Jeová será salvo.
No nome que aparece no texto com relativo a divindade não é Jeová, mas SENHOR (Kúploç Kúrios).
[10,13] PAS GAR OS AN EPIKALESÊTAI TO ONOMA KURIOU SÔTHÊSETAI
(Romanos 10:13) - Porque todo aquele que invocar o nome do SENHOR será salvo.
A bíblia ensina em algum lugar que o nome de Deus é Jeová e que esse é o seu único nome, segundo afirmam os seguidores de Russel?
O nome Jeová não aparece nem se quer uma vez na Bíblia Sagrada.O nome Jeová é simplesmente uma forma contacta do nome Yehowah que por sua vez é a forma transliterada do hebraico Yehowah.
O nome Jeová não é antigo, pois não consta nos textos da Tanak, isso é o Cânon Judaico do Antigo Testamento.
" É o nome pessoal de Deus de Israel e é escrito pelas consoantes
YHVH, o Tetragrama. A escrita hebraica foi usada durante todo o período da história do Velho Testamento.
Sem as Vogais mais tarde os rabinos inseriram vogais surgindo então a palavra Yehowah, na verdade... Essa é apenas uma fusão das vogais de Adonay...(Senhor) nas consoantes de YHVH O NOME DE DEUS.
Um versículo é suficiente para provar o erro da doutrina de "um único nome" para Deus. Amós 5:27 diz: "...diz o SENHOR, cujo nome é Deus dos Exércitos". Se o próprio SENHOR (YHWH) diz que seu nome é Deus
(Romanos 9:5) - Dos quais são os pais, e dos quais é Cristo segundo a carne, o qual é sobre todos, Deus bendito eternamente. Amém.
(João 17:3) - E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.
(João 17:4) - Eu glorifiquei-te na terra, tendo consumado a obra que me deste a fazer.
(João 17:5) - E agora glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela GLÓRIA QUE TINHA CONTIGO ANTES QUE O MUNDO EXISTISSE.
Contigo
- vemos aqui a coexistência: Antes que se houve mundo a pessoa do Filho compartilha com o Pai a glória.
(Hebreus 1:3) - O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas;
O Filho é uma pessoa a quem o Pai constituiu todas as coisas, aqui mostra o Filho com o Pai antes da criação do mundo; O Verbo estava com Deus no principio.
A pessoa do Filho é Deus enquanto Verbo, a pessoa do Filho é homem enquanto se encarnou; O Verbo se fez carne e habitou entre nós.Negaro Filho e dizer que não existe tal pessoa com o Pai, isto faz o Islamismo o Judaísmo, são mentirosos e opera neles o espírito do anticristo, negam o Filho, dizem que o Filho é apenas um profeta ou alguma criatura, como falam os Testemunhas de Jeová.
As escrituras dizem a Deus ninguém nunca viu jamais "mas," o Filho Unigênito que está no seio do Pai, Ele declarou todas essas aparições parciais de Deus. O Filho é igual ao Pai na Divindade.
Então oEspírito Santo que é Deus também com o Pai e com o Filho, procede a essência é a mesma, a natureza é a mesma, não há diferença essência e natureza entre o Pai o Filho e o Espírito Santo.
As três pessoas são o mesmo Deus, mas a essência e a natureza Divina subsistem procedentemente do Espírito e a mesma essência é a mesma natureza e a mesma Divindade só que no caso do Espírito é uma essência de vida procedente do Pai e do Filho;
É o agente, o Pai é a ponte, e o Filho é o manancial e o Espírito é o Agente que circula.
A essência no Pai no Filho e no Espírito, essência na não mudou a natureza é a mesmo Deus é o mesmo Deus, o Pai exala o Espírito, gera o Filho é o distintivo da Pessoa Divina do Pai.
E quanto ao Espírito Santo quero citar algumas passagens
Os Testemunhas de Jeová dizem que o Espírito Santo é uma força ativa, e afirmam este não ser uma pessoa com o Pai e o Filho!
(Lucas 2:26) - E fora-lhe revelado, pelo Espírito Santo, que ele não morreria antes de ter visto o Cristo do Senhor.
(Lucas 12:12) - Porque na mesma hora vos ensinará o Espírito Santo o que vos convenha falar.
(Efésios 1:13) - Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa.
(Atos 13:2) - E, servindo eles ao Senhor, e jejuando, disse o Espírito Santo: Apartai-me a Barnabé e a Saulo para a obra a que os tenho chamado.
(I João 5:7) - Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes três são um.
(II João 1:5) - E agora, senhora, rogo-te, não como se escrevesse um novo mandamento, mas aquele mesmo que desde o princípio tivemos: que nos amemos uns aos outros.
(II João 1:6) - E o amor é este: que andemos segundo os seus mandamentos. Este é o mandamento, como já desde o princípio ouvistes, que andeis nele.
(II João 1:7) - Porque já muitos enganadores entraram no mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em carne. Este tal é o enganador e o anticristo.
(II João 1:9) - Todo aquele que prevarica, e não persevera na doutrina de Cristo, não tem a Deus.
Quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto ao Pai como ao Filho.
(II João 1:10) - Se alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem tampouco o saudeis.
(II João 1:11) - Porque quem o saúda tem parte nas suas más obras.
"Deus é o infinito e perfeito Espírito no qual todas as coisas têm origem, preservação e finalidade." "Deus é Espírito, infinito-eterno-imutável em Seu: ser, sabedoria, poder, santidade, justiça, bondade, e verdade."
A Bíblia afirma diretamente que Cristo é o Deus: Ato 20:28; 1Joã 5:20; Isa 9:6-7; Ato 9:5; Joã 10:30; 20:28; Rom 9:5; Joã 1:1+14;
. Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de DEUS, que ele resgatou com SEU PRÓPRIO SANGUE. (Atos 20:28). O pronome "ele" refere-se a Deus, portanto foi o sangue de DEUS que resgatou a sua igreja, portanto Cristo é DEUS e resgatou sua igreja ao ter seu sangue derramado na cruz.

. E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro DEUS e a vida eterna. (1 joão 5:20)

. Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, DEUS Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. 7 Do aumento deste principado e da paz não haverá fim, sobre o trono de Davi e no seu reino, para o firmar e o fortificar com juízo e com justiça, desde agora e para sempre; o zelo do SENHOR dos Exércitos fará isto. (Isaías 9:6-7)

. E ele disse: Quem és, SENHOR? E disse o Senhor: Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Duro é para ti recalcitrar contra os aguilhões. (Atos 9:5). A palavra Senhor (kurios), dirigida em adoração a um ser espiritual, é reconhecê-lo e adorá-lo como o Deus.

. Eu e o Pai somos UM. (João 10:30) Um só e único Deus, três personalidades distintas dentro da natureza divina única.

. E Tomé respondeu, e disse-lhe: Senhor meu, e DEUS meu! (João 20:28) Tomé estava se dirigindo a Cristo, adorou-o dirigindo-lhe esta palavra que reconhecem que Cristo é SENHOR e DEUS.

. Dos quais são os pais, e dos quais é Cristo segundo a carne, o qual é sobre todos, DEUS bendito eternamente. Amém. (Romanos 9:5)

. 1 No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era DEUS. 14 E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade. (João 1:1+14). (Perversamente, a tradução Novo Mundo diz, no verso 1, “o verbo era deus”, com inicial minúscula. Mas 4 vezes neste capítulo a mesma construção grega é traduzida com inicial maiúscula! O Verbo foi o criador de tudo que foi criado, verso 3; tal criador não pode ter sido criado por Ele mesmo; portanto o Verbo jamais foi criado; logo é Deus).
A Bíblia atribui a Cristo nomes ou expressões exclusivas de o Deus: João 8:12; 8:58-59 (compare Êxo 3:13-14); 14:9; Col 1:13-19; 2:8-9; Heb 7:3; Luc 22:69-70; Apo 22:13 (compare Isa 41:4; 44:6; 48:12); Heb 1:3,8; João 12:41 e 17:5 (Glória que apenas Jeová tem: Isa 42:8; 48:11); Miq 5:2.
Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: EU SOU a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida. ... 58 Disse-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, EU SOU. 59 Então pegaram em pedras para lhe atirarem; mas Jesus ocultou-se, e saiu do templo, passando pelo meio deles, e assim se retirou. (João 8:12, 58-59). Compare "Eu sou" com:
. Então disse Moisés a Deus: Eis que quando eu for aos filhos de Israel, e lhes disser: O Deus de vossos pais me enviou a vós; e eles me disserem: Qual é o seu nome? Que lhes direi? 14 E disse Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou a vós. (Êxodo 3:13-14)

. Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? QUEM ME VÊ A MIM VÊ O PAI; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai? (João 14:9)

. 13 O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor; 14 Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados; 15 O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; 16 Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele. 17 E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele.
18 E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência. 19 Porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude nele habitasse, (Colossenses 1:13-19) Cristo é a representação visível do Deus invisível. Todas as coisas que foram criadas (quer materiais e visíveis, quer espirituais e invisíveis) foram criadas por ele e para ele, portanto ele não pode ter sido criado. Logo, jamais tendo sido criado e sendo o criador e mantenedor de todas as coisas, é Deus.
. Sem pai, sem mãe, sem genealogia, não tendo princípio de dias nem fim de vida, mas sendo feito semelhante ao Filho de Deus, permanece sacerdote para sempre. (Hebreus 7:3). O Verbo não têm pai nem mãe, não tem genealogia (não tem ascendente nem descendente), não tem princípio de dias nem fim de vida, portanto é criador incriado, é Deus (Melquisedeque foi Cristofania).
* TJ`s ensinam: “Pode um FILHO ser Deus?”

- As Escrituras contradizem, condenando-os: Sal 45:6-7. Sal 110:1 (compare Mat 22:45); Zac 13:7.
6 O teu trono, ó Deus, é eterno e perpétuo; o cetro do teu reino é um cetro de eqüidade. 7 Tu amas a justiça e odeias a impiedade; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu com óleo de alegria mais do que a teus companheiros. (Salmos 45:6-7)

Salmo de Davi>> Disse o SENHOR ao meu Senhor: Assenta-te à minha mão direita, até que ponha os teus inimigos por escabelo dos teus pés. (Salmos 110:1)

Se Davi, pois, lhe chama Senhor, como é seu filho? (Mateus 22:45)

O espada, desperta-te contra o meu pastor, e contra o homem que é o meu companheiro, diz o SENHOR dos Exércitos. Fere ao pastor, e espalhar-se-ão as ovelhas; mas volverei a minha mão sobre os pequenos. (zacarias 13:7)
Adorar em Grego é a palavra prosekunhsan, reparem que tanto para DEUS como para JESUS é usada a mesma palavra!, então porque os testemunhas de Jeová afirmam que a tradução correta para Jesus seria "prestar homenagem" ?

* TJ`s ensinam: “Cristo NUNCA ACEITOU SER ADORADO.”

- As Escrituras contradizem, condenando-os: Aceitou!: Mat 8:2; 9:18; 15:25; 28:9,17; Joã 9:35, 38; 20:28; Heb 1:6. Ora, só Deus deve ser religiosamente adorado (Mat 4:10; Ato 10:25-26; Apo 19:10). Portanto, Cristo é Deus!
E, eis que veio um leproso, e o ADOROU, dizendo: Senhor, se quiseres, podes tornar-me limpo. (Mateus 8:2)

Dizendo-lhes ele estas coisas, eis que chegou um chefe, e o ADOROU, dizendo: Minha filha faleceu agora mesmo; mas vem, impõe-lhe a tua mão, e ela viverá. (Mateus 9:18)

Então chegou ela, e ADOROU-o, dizendo: Senhor, socorre-me! (Mateus 15:25)

E, indo elas a dar as novas aos seus discípulos, eis que Jesus lhes sai ao encontro, dizendo: Eu vos saúdo. E elas, chegando, abraçaram os seus pés, e o ADORARAM. (Mateus 28:9)

E, quando o viram, o ADORARAM; mas alguns duvidaram. (Mateus 28:17)

35 Jesus ouviu que o tinham expulsado e, encontrando-o, disse-lhe: Crês tu no Filho de Deus? 38 Ele disse: Creio, Senhor. E o ADOROU. (João 9:35,38)

E Tomé respondeu, e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu! (João 20:28)

E outra vez, quando introduz no mundo o primogênito, diz: E todos os anjos de Deus o ADOREM. (Hebreus 1:6)

Então disse-lhe Jesus: Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás. (Mateus 4:10) Portanto, tendo Cristo muitas e muitas vezes aceito adoração, só o fez devido ao fato de que é Deus.

25 E aconteceu que, entrando Pedro, saiu Cornélio a recebê-lo, e, prostrando-se a seus pés o adorou. 26 Mas Pedro o levantou, dizendo: Levanta-te, que eu também sou homem. (Atos 10:25-26). Nenhum homem de Deus podia aceitar adoração; Portanto, tendo Cristo muitas e muitas vezes aceito adoração, só o fez devido ao fato de que é Deus.

E eu lancei-me a seus pés para o adorar; mas ele disse-me: Olha não faças tal; sou teu conservo, e de teus irmãos, que têm o testemunho de Jesus. Adora a Deus; porque o testemunho de Jesus é o espírito de profecia. (Apocalipse 19:10). Nenhum homem de Deus podia aceitar adoração; Portanto, tendo Cristo muitas e muitas vezes aceito adoração, só o fez devido ao fato de que é Deus.

* TJ`s ensinam: “Cristo NÃO RESSUSCITOU corporalmente, mas só como espírito.”

- As Escrituras contradizem, condenando-os:

A. Os apóstolos e discípulos viram, ouviram, tocaram, comeram com Cristo muitas vezes durante 40 dias, depois da ressurreição: 1Cor 15:4-8,14,17; Mat 28:5-6; Mar 16:6; Luc 24:30-31,38-43; Joã 20:16,26-31; Ato 1:3.
4 E que foi sepultado, e que ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras. 5 E que foi visto por Cefas, e depois pelos doze. 6 Depois foi visto, uma vez, por mais de quinhentos irmãos, dos quais vive ainda a maior parte, mas alguns já dormem também. 7 Depois foi visto por Tiago, depois por todos os apóstolos. 8 E por derradeiro de todos me apareceu também a mim, como a um abortivo. ... 14 E, se Cristo não ressuscitou, logo é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé. ... 17 E, se Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé, e ainda permaneceis nos vossos pecados. (1 Coríntios 15:4-8,14,17)

.5 Mas o anjo, respondendo, disse às mulheres: Não tenhais medo; pois eu sei que buscais a Jesus, que foi crucificado. 6 Ele não está aqui, porque já ressuscitou, como havia dito. Vinde, vede o lugar onde o Senhor jazia. (Mateus 28:1-20)

.6 Ele, porém, disse-lhes: Não vos assusteis; buscais a Jesus Nazareno, que foi crucificado; já ressuscitou, não está aqui; eis aqui o lugar onde o puseram. (Marcos 16:6)

30 E aconteceu que, estando com eles à mesa, tomando o pão, o abençoou e partiu-o, e lho deu. 31 Abriram-se-lhes então os olhos, e o conheceram, e ele desapareceu-lhes. ... 38 E ele lhes disse: Por que estais perturbados, e por que sobem tais pensamentos aos vossos corações? 39 Vede as minhas mãos e os meus pés, que sou eu mesmo; apalpai-me e vede, pois um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho. 40 E, dizendo isto, mostrou-lhes as mãos e os pés. 41 E, não o crendo eles ainda por causa da alegria, e estando maravilhados, disse-lhes: Tendes aqui alguma coisa que comer? 42 Então eles apresentaram-lhe parte de um peixe assado, e um favo de mel; 43 O que ele tomou, e comeu diante deles. (Lucas 24:30-31,38-43)

16 Disse-lhe Jesus: Maria! Ela, voltando-se, disse-lhe: Raboni (que quer dizer, Mestre). ... 26 ¶ E oito dias depois estavam outra vez os seus discípulos dentro, e com eles Tomé. Chegou Jesus, estando as portas fechadas, e apresentou-se no meio, e disse: Paz seja convosco. 27 Depois disse a Tomé: Põe aqui o teu dedo, e vê as minhas mãos; e chega a tua mão, e põe-na no meu lado; e não sejas incrédulo, mas crente. 28 E Tomé respondeu, e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu! 29 Disse-lhe Jesus: Porque me viste, Tomé, creste; bem-aventurados os que não viram e creram. 30 Jesus, pois, operou também em presença de seus discípulos muitos outros sinais, que não estão escritos neste livro. 31 Estes, porém, foram escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome. (João 20:16,26-31)

Aos quais também, depois de ter padecido, se apresentou vivo, com muitas e infalíveis provas, sendo visto por eles por espaço de quarenta dias, e falando das coisas concernentes ao reino de Deus. (Atos 1:3)

* TJ`s ensinam: “O Espírito Santo NÃO É DEUS.”
As Escrituras contradizem, condenando-os: Ato 5:3-4 (é atribuído o nome "Deus"); Gen 1:2 (é o Criador); Sal 139:7-10 (Onipresente); Isa 6:9s (compare Ato 28:25-27).
3 Disse então Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo, e retivesses parte do preço da herdade? 4 Guardando-a não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? NÃO MENTISTE AOS HOMENS, MAS A DEUS. (Atos 5:3-4)

É claro que se os chamados "testemunhas de jeová" admitirem isso, então sua doutrina cairia por terra pois não admitem a divindade de Jesus, pois somente DEUS pode ser adorado.

Vejam e comparem os textos Bíblicos do Grego para a sua tradução correta.

Mateus 2:11 kai elyontev eiv thn oikian euron to paidion meta mariav thv mhtrov autou kai pesontev prosekunhsan autw kai anoixantev touv yhsaurouv autwn proshnegkan autw dwra cruson kai libanon kai smurnan
Mateus 2:11 E, entrando na casa, acharam o menino com Maria sua mäe e, prostrando-se, o adoraram; e abrindo os seus tesouros, ofertaram-lhe dádivas: ouro, incenso e mirra.

Mateus 14:33 oi de en tw ploiw elyontev prosekunhsan autw legontev alhywv yeou uiov ei
Mateus 14:33 Entäo aproximaram-se os que estavam no barco, e adoraram-no, dizendo: És verdadeiramente o Filho de Deus.

Mateus 28:9 wv de eporeuonto apaggeilai toiv mayhtaiv autou kai idou o ihsouv aphnthsen autaiv legwn cairete ai de proselyousai ekrathsan autou touv podav kai prosekunhsan autw
Mateus 28:9 E, indo elas a dar as novas aos seus discípulos, eis que Jesus lhes sai ao encontro, dizendo: Eu vos saúdo. E elas, chegando, abraçaram os seus pés, e o adoraram.

As Testemunhas de Jeová negam tanto a deidade do Espírito Santo, como sua pessoalidade, afirmando ser ele uma "força ativa" impessoal. Um dos primeiros argumentos usados para defender esta idéia é:

Como pode o Espírito Santo ser uma pessoa, e alguém estar cheio dele, e ele habitar em alguém?
Esta é uma grande falácia da STV.

Vejamos: Satanás é uma pessoa (isto a STV concorda). Como pode ele habitar em alguém? Como pode alguém estar "cheido dele"? (Lc 22.3)

Isto comprova que o argumento da STV é uma falácia. Uma das características das "provas" da STV, é a inconsistência.

Não sei o que a STV entende por "pessoa", pois todos os atributos do Espírito Santo nos fazem concluir que ele é uma pessoa. Não são somente alguns atributos, ou uma "personificação", pois nada que é personificado na Bíblia tem todos estes atributos, e ainda os atributos divinos.
É impossível mentir ou entristecer a uma "força impessoal" (Por exemplo, será que as TJ conseguem mentir à eletricidade?.

O Deus das Testemunhas de Jeová precisa de uma "força", ao passo de que o dos cristão é onipotente por si só! Se o Espírito Santo é uma "força impessoal", Deus também é, pois Deus é Espírito!

"Ora, o Senhor é o Espírito; e onde está o Espírito do Senhor aí há liberdade." - IICo 3.17

Eis alguns atributos pessoais e divinos do Espírito Santo: O Espírito Santo é Deus.

É inteligente (ICo 2.10-11; Rm 8.27);
Tem vontade própria (1 Co 12.11);
Pode se entristecer (Ef 4.30; Is 63.10);
Ele fala (Ap 2.7; Gl 4.6);
Ele chama (At 13.2; At 20.28);
Pode-se mentir a ele (At 5.3);
Ele é eterno (Hb 9.14);
Ele é onisciênte (ICo 2.10-11);
Ele é onipotente (Lc 1.35);
Ele é onipresente (Sl 139.7-10)

*************************************************************************
[1,8] PROS DE TON UION O THRONOS SOU O THEOS EIS TON AIÔNA TOU AIÔNOS a=KAI b=RABDOS b=EUTHUTÊTOS Ê a=RABDOS a=TÊS a=EUTHUTÊTOS RABDOS TÊS BASILEIAS SOU
(Hebreus 1:8) - Mas, do Filho, diz: Ó Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos; Cetro de eqüidade é o cetro do teu reino.
[1,9] ÊGAPÊSAS DIKAIOSUNÊN KAI EMISÊSAS ANOMIAN DIA TOUTO EKHRISEN SE O THEOS O THEOS SOU ELAION AGALLIASEÔS PARA TOUS METOKHOUS SOU
(Hebreus 1:9) - Amaste a justiça e odiaste a iniqüidade; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu Com óleo de alegria mais do que a teus companheiros.

O Espírito Santo é Deus.Ele é eterno (Hb 9.14)
(Hebreus 9:14) - Quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará as vossas consciências das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo?

[9,14] POSÔ MALLON TO AIMA TOU KHRISTOU OS DIA PNEUMATOS AIÔNIOU EAUTON PROSÊNEGKEN AMÔMON TÔ THEÔ KATHARIEI TÊN SUNEIDÊSIN a=ÊMÔN b=UMÔN APO NEKRÔN ERGÔN EIS TO LATREUEIN THEÔ ZÔNTI .

O Fundador dos Testemunhas de Jeová

O convincente fundador, Russell:
* Enganou os fiéis vendendo-lhes, por preço exorbitante (!), “trigo miraculoso”, que deveria produzir 5 (cinco!) vezes mais que as melhores sementes, mas que apenas ficou na média (!).
- A Bíblia o condena: Êxo 20:15; Lev 19:11; 1Co 6:8; 1Ts 4:6; 1Tm 6:10. . Não furtarás. (Êxodo 20:15).

. Não furtareis, nem mentireis, nem usareis de falsidade cada um com o seu próximo; (Levítico 19:11).

. Mas vós mesmos fazeis a injustiça e fazeis o dano, e isto aos irmãos. (1 Coríntios 6:8).

. Ninguém oprima ou engane a seu irmão em negócio algum, porque o Senhor é vingador de todas estas coisas, como também antes vo-lo dissemos e testificamos. (1 Tessalonicenses. 4:6).

. Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores. (1 Timóteo 6:10)

* Quanto ao seu divórcio (!): confessou-se culpado (!) ... mas usou truques sujos e vergonhosos (!) para não pagar pensão à mulher (!).

- A Bíblia o condena: 1Tm 5:8 Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel. (1 Timóteo 5:8)


* Ensinou que era pior não ler diariamente seus “Estudos nas Escrituras”, em 6 volumes, do que não ler diariamente a Bíblia (!!!).

- A Bíblia o condena ao inferno: Apo 22:18.
Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro; (Apocalipse 22:18)


- Seu sucessor, Rutherford:
* Disse que Russell não “dormiu” após a morte, antes ganhou natureza divina (!), e está consciente (!), com o Senhor !

- A Bíblia o condena: Ué, com Deus não há acepção de pessoas (Rom 2:11), então por que vocês dizem que todos os mortos, mesmo os outros TJ, estão dormindo, inconscientes???!!!...


* Previu que Abraão, Isaque e Jacó estariam aqui, visivelmente, em 1931...

- A Bíblia o condena: profecia falha assinala profeta mentiroso (portanto do Diabo), sua seita deve ser abominada: Deu 18:20-22; Jer 23:30-32; Zac 13:3.
. 20 Porém o profeta que tiver a presunção de falar alguma palavra em meu nome, que eu não lhe tenha mandado falar, ou o que falar em nome de outros deuses, esse profeta MORRERÁ. 21 ... 22 Quando o profeta falar em nome do SENHOR, e essa palavra não se cumprir, nem suceder assim; esta é palavra que o SENHOR NÃO falou; com soberba a falou aquele profeta; não tenhas temor dele. (Deuteronômio 18:20-22)

. 30 Portanto, eis que eu sou contra os profetas, diz o SENHOR, que furtam as minhas palavras, cada um ao seu próximo. 31 Eis que eu sou contra os profetas, diz o SENHOR, que usam de sua própria linguagem, e dizem: Ele disse. 32 Eis que eu sou contra os que profetizam sonhos mentirosos, diz o SENHOR, e os contam, e fazem errar o meu povo com as suas mentiras e com as suas leviandades; pois eu não os enviei, nem lhes dei ordem; e não trouxeram proveito algum a este povo, diz o SENHOR. (Jeremias 23:30-32)

. E acontecerá que, quando alguém ainda profetizar, seu pai e sua mãe, que o geraram, lhe dirão: NÃO VIVERÁS, porque falaste mentira em nome do SENHOR; e seu pai e sua mãe, que o geraram, O TRASPASSARÃO quando profetizar. (Zacarias 13:3)


Congregação Cristã no Brasil



Introdução:
A Congregação Cristã no Brasil é vista por alguns como uma seita, por outros , como um movimento contraditório. Nosso objetivo nesta lição é demonstrar o caráter sectarista e exclusivista desta Igreja, fato que nos impele a tratá-la no mínimo como um movimento contraditório; pois suas doutrinas são fundamentadas em versículos isoladas das Escrituras e mal interpretados, como também vêem as demais Igrejas como seitas.

1. Fundador:
Luis Francescon , nascido em 29 de março de l866, na comarca de Cavasso Nuovo, província de Udine, Itália. Imigrou para os E.U.A. após servir ao exército, chegando à cidade de Chicago, Estado de Illinois em 1890. No mesmo ano começou a ter conhecimento do Evangelho através da pregação do irmão Miguel Nardi. Em 1891 teve compreensão do novo nascimento e aceitou a Cristo como seu Salvador. Em março de ano seguinte, junto ao grupo evangelizado pelo irmão Nardi e algumas famílias da Igreja Valdense, fundaram a Primeira Igreja Presbiteriana Italiana, tendo sido eleito Filippo Grili como pastor e Francescon como diácono e, após alguns anos, ancião dessa Igreja.
a) Sua experiência com o novo batismo.
Conforme o próprio relato de Luis Francescon, após três anos de freqüência e organização da Igreja Presbiteriana Italiana, enquanto lia a Bíblia Sagrada, em Cl 2,12 "Sepultados com ele no batismo, nele também ressuscitastes pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dos mortos". No momento da leitura ouviu duas vezes as seguintes palavras "Tu não obedecestes a este meu mandamento". A partir daí, inicia o questionamento do batismo por aspersão praticado pelo Igreja Presbiteriana Italiana.
b) Rompimento com a Igreja Presbiteriana.
Com a viagem do Pastor Filippo Grilli para a Itália, coube a Francescon, como ancião, presidir à reunião no dia 6 de setembro de l903 ,(domingo), oportunidade em que, após 9 anos da revelação acerca do batismo, falou com a Igreja acerca deste assunto, o que fez, convidando a todos os membros da Igreja Presbiteriana para assistir ao seu batismo por imersão. O batismo foi realizado no dia 7 de setembro de l903, onde compareceram cerca de 25 irmãos, dos quais 18, incluindo Francescon, foram batizados. Com a chegada do Pastor Filippo Grilli, da Itália, Francescon não pode fazer outra coisa que pedir seu desligamento daquela Igreja, e o grupo batizado, juntamente com ele, também se desligou, mesmo a revelia. Assim estabeleceram uma pequena comunidade evangélica livre reunindo-se na casa dos irmãos.
c) O Batismo com Espírito Santo:
Em fins de l907, o grupo liderado por Francescon tomou contato com o nascente movimento pentecostal, participando das reuniões realizadas na missão localizada na West North Avenue,943, que tinha como pastor William H. Durhan, oriundo do movimento Azuza, de Los Angeles. No dia 25 de agosto de l907, naquela missão, Luis Francescon recebeu o Batismo com Espírito Santo, e algum tempo depois o Pr Durham informou a ele que o Senhor o tinha chamado para levar sua mensagem à colônia Italiana, e o movimento foi se expandindo.


2. O Estabelecimento da Igreja no Brasil .
Depois de ter estabelecido o trabalho na Argentina, Francescon e Giacomo Lombardi dirigiram-se ao Brasil em 8 de março de l910, com destino a São Paulo. No segundo dia de estada no Brasil encontraram um italiano chamado Vicenzo Pievani, na Praça da Luz, onde pregaram o evangelho. Parece, todavia, que de início seu trabalho foi pouco promissor, até que em 18 de abril, G. Lombardi partiu para Buenos Aires, e Francescon foi para Santo Antonio da Platina, no Paraná, chegando lá em 20 de abril de l910, e deixou estabelecido ali um pequeno grupo de crentes pentecostais, o primeiro grupo desse segmento no Brasil.
a) O trabalho em São Paulo.
Ao retornar em 20 de junho para são Paulo, após um contato inicial com a Igreja Presbiteriana do Brás, onde alguns membros aceitaram a mensagem pentecostal, bem como alguns batistas, metodistas e católicos romanos, surge a primeira "Congregação Cristã" organizada no país. Já, no mês de setembro, Francescon segue novamente para o Paraná, deixando ali a novel igreja sem maior respaldo. A partir daí, o trabalho da Congregação Cristã espalha-se por onde existe colônias italianas, notadamente na região sudeste do país, principalmente nos Estados de São Paulo e Paraná, onde até hoje se concentram. Seu fundador, o ancião Louis Francescon, faleceu em 7 de setembro de l964, na cidade de Oak Park, Illinois, USA.
b) O desenvolvimento da Igreja.
Diante dos relatos acima, podemos ver que a história da Congregação Cristã não traz maiores diferenças que possam explicar sua posição sectária de hoje, mas no decorrer do tempo foram se adequando a certos individualismos . Baseados na história narrada pelo próprio Francescon, podemos declarar que o comportamento da congregação cristã hoje é bem diferente de seu fundador; pois o mesmo mantinha comunhão com irmãos de denominações diferentes. Gunnar Vingrem narrou em seu diário o encontro com Francescon em um clima de muita comunhão e espiritualidade em 1920 em São Bernardo do Campo.
c) Causas do individualismo.
Primeiramente, devemos ter em mente que a Congregação Cristã teve origem num ambiente teológico, onde dominava a doutrina da predestinação , de onde veio seu fundador e boa parte de seus primeiros membros. Isso, somado ao fato de que algumas profecias davam conta de que lhe seriam enviados os que haveriam de se salvar, além do fato de o ancião Francescon não ficar continuamente junto aos novos grupos, mas, como ele mesmo escreveu, esteve em nosso país cerca de dez vezes, em períodos intercalados. Esses fatos Com certeza causaram grandes vácuos na interpretação e orientação da liderança nacional, levando a surgir uma interpretação extremista dos conceitos calvinistas.


3. Doutrinas Da Congregação Cristã no Brasil:
Ao analisar o pensamento doutrinário da Congregação Cristã no Brasil, temos a impressão de que seus líderes criaram um Evangelho segundo a CCB. A maioria de seus adeptos defendem o pensamento errôneo de que a salvação só é possível na sua própria Igreja: "A gloriosa Congregação". Desenvolveram inconscientemente a doutrina da auto-salvação, ou da religião salvífica, e conseqüentemente, por tabela o monopólio da salvação, com todos os direitos reservados à CCB, uma espécie de "copyrigth".
a) Sobre o estudo da Bíblia.
A CCB ensina que o Espírito Santo dirige tudo, e não é necessário se preparar, examinar ou meditar nas Escrituras Sagradas. Sem dúvidas, o Espírito Santo opera poderosamente na vida de sua Igreja, mas isto não significa que devemos desprezar o estudo das Escrituras. É uma postura que desvirtua um dos propósitos de Deus, que é o exame de sua Palavra. "Bem-aventurado o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detêm no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite". ( Sl 1.1); Veja ainda 2 Tm 2.15; Sl 119.105; Pv 7.1-3; Dt 6.6-9; 1 Tm 4.13; 2 Tm 4.13; Pv 9.9; Sl 119.9-16; Sl 19.7-8; Sl 1.1-2. Essas referências já são suficiente para provar que o pensamento da CCB é contrário a Palavra de Deus. Os membros da CCB não conhecem a Palavra de Deus e fazem questão de dizer que não sabem para dar a entender que tudo que falam provém do Espírito Santo. Uma atitude completamente contrária a de seu fundador.
b) Sobre o Batismo.
A CCB não conhece a Batismo efetuado por ministros do Evangelho de outras denominações, mesmo que seja por imersão em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo ( Mt 28.19). Na verdade não dá para concordar com a maneira ou forma pela qual ela ministra nas águas às pessoas sem preparo algum, todavia não desmerecemos tal batismo, mas reconhecemos que sua validade depende mais do batizado. A CCB diz não reconhecer o Batismo de outras denominações pelos seguintes argumentos: "o batismo de outras denominações cristãs está errado, porque utilizam a expressão "eu te batizo". A CCB entende que ao dizer "eu te batizo" é a carne que opera e o homem se coloca na frente de Deus. "O Batismo só é válido se efetuado com esta fórmula: Em nome do Senhor Jesus te batizo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo". "O Batismo da CCB purifica o homem do pecado". Parece que a CCB, além de não conhecer a Bíblia, desconhece também, a língua portuguesa. Que diferença há em dizer: "Eu te batizo" ou "Te Batizo". O sujeito não está oculto? Além do mais, se, pelo fato de utilizar a expressão "eu te batizo", estivermos aborrecendo a Deus , então João Batista teria ofendido a Deus, pois ele dizia "eu vos batizo com água..." Será que a CCB acha que João Batista era carnal e se colocava na frente de Deus?
c) Sobre o uso do véu para as mulheres.
Se a CCB tivesse adotado a prática de suas mulheres usar o véu, mas não condenasse as que não usam, não teríamos nada a dizer. Convém salientar que o uso do vestuário no culto, tal como véu, chapéu, roupas etc, depende de cada cultura , pois "os costumes se alteram e as exigências também": Essa questão do véu transformou-se em polêmica por parte de alguns, mas, porém, basta estudar a questão cultural dos orientais paras se perceber que é apenas um costume local.


4. Outros erros doutrinários da CCB
De acordo com o exposto, a CCB não suportaria um exame sério das Escrituras, fato característico das seitas; porque sua interpretação foge às regras da hermenêutica sagradas. Tudo que acontece nessa Igreja está relacionado ao sentimento. É sempre necessário sentir para se realizar alguma obra ou até mesmo para orar por alguém. Essa teologia do sentimento afasta o homem de Deus e da Bíblia, como prova sua própria história.
a) A Saudação da CCB.
A CCB nos acusa de saudar com a "paz do Senhor". Citam para justificar esse conceito a seguinte expressão: "devemos saudar com a paz de Deus, e nunca com a Paz do Senhor, porque existem muitos senhores, mas Deus é só um. Essa acusação da CCB se desfaz em pó com somente um versículo que Paulo escreveu na primeira carta aos Coríntios 8.5,6, que diz: "Porque, ainda que haja também alguns que se chamam deuses, quer no céu como na terra( como há muitos deuses e muitos senhores). Todavia para nós há um só Deus, Pai, de quem é tudo e para quem nós vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós por Ele". A CCB não consegue entender que quando saudamos com a paz do Senhor estamos saudando com a paz do nosso grande Senhor Jesus Cristo. Conf. Jo 14.27.
b) O Ósculo Santo.
A CCB insiste em adotar costumes orientais, muitos deles registrados na Bíblia, como é o caso do ósculo santo, pensando com isto estar em posição espiritual superior à dos outros. Esse é um costume que perdura até hoje no oriente. O ósculo era uma maneira comum de saudar no oriente, muito antes do estabelecimento do cristianismo. Tem servido igualmente como parte da expressão judaica em suas saudações, tanto nas despedidas como também na forma de demonstração geral de afeto. Ver Gn 29.11; 33.4. Também parece ter sido um sinal de homenagem entre os israelitas conf. 1 Sm 10.1. O ósculo dado aos ungidos de Deus, por semelhante modo, parece ter-se revestido de significação religiosa, o que também se verifica entre outras culturas. Quando Paulo recomendou que se saudasse uns aos outros com ósculo santo, simplesmente estava falando de um costume existente. Caso fosse no Brasil, certamente seria mencionado o aperto de mão ou o abraço. Essa é uma questão cultural, que também não é compreendida pela CCB.
c) O Dízimo:
CCB da a César o que é de César, mas quando é para dar a Deus inventam muitos argumentos e obstáculos. Ensinam os Anciãos da CCB que o dízimo é da lei e que é maldito e hipócrita aquele que dá e aquele que o recebe. A Bíblia ensina que o dízimo é santo; a CCB ensina que é profano. A Bíblia ensina que o dizimo é do Senhor (Lv 27.30); a CCB ensina que o dízimo é para ladrões. Jesus não condenou a prática do dízimo (Mt 23.33); condenou, sim, os hipócritas que desprezavam os principais preceitos da Lei de Deus, mas não condenou o dízimo praticado até pelo pai dos crentes, Abraão.( Gn 14.20). O Autor da epístola aos Hebreus falou sobre a prática do dizimo na atual dispensação. ( Hb 7.8-9).


Conclusão:
Procuramos destacar alguns pontos contraditórios da Congregação Cristã, ainda que sucintamente, mas cremos ser o suficiente para mostrar que essa denominação é exclusivista. Parece que o céu foi feito só para eles e que a salvação só existe em sua denominação e em questão de Bíblia só a interpretação deles é válida. Para eles somente sua liderança é Bíblica, somente sua maneira de orar é válida e a pregação do evangelho só é correta através de seus membros. Sem dúvidas , a Congregação Cristã No Brasil está completamente desviada de seus propósitos iniciais. Precisa urgentemente voltar ao primeiro amor conf. Ap 2. 4,5


Questionário:
1. Que foi o fundador da CCB?
R: Luis Fracescon.

2. Qual a principal característica da CCB?
R: Sectarista e exclusivista.

3. Qual a posição da CCB sobre o estudo da Bíblia?
R: Ensinam que o Espírito Santo dirige tudo e não é necessário se preparar e examinar as Escrituras.

4. Que diferença há entre: "Eu te batizo" e "Te batizo"?
R: Nenhuma. Apenas o sujeito está oculto na expressão: "te batizo".

5. Prove que o Dízimo não é apenas da Lei.
R: O dízimo foi praticado antes da Lei ( Gn 14.18-29; 28.20-11); durante a Lei ( Lv 27-30-34: Ml 3.8-10) e na atual dispensação ( Hb 7.8-9) e foi aprovado por Jesus Mt 23.23.

6. Por que o ósculo santo não é uma doutrina?
R: Porque é apenas um costume oriental.


SUPRIMENTO PARA PROFESSORES:
Formação da Igreja
No dia 4 de setembro de l909, Francescon e Giacomo Lombardi (iniciador do movimento na Itália), embarcam em Chicago, para a cidade de Buenos Aires, capital da Argentina, em contato com familiares de membros da Igreja norte-americana, instalaram o trabalho pentecostal entre a colônia italiana dali. Hoje, a Igreja que ali surgiu foi incorporada pela Igreja Cristã Pentecostal da Argentina.
Sobre Dízimos.
Convém destacar que o dízimo foi praticado antes da Lei ( Gn 14.18-29; 28.20-11); durante a Lei ( Lv 27-30-34: Ml 3.8-10) e na atual dispensação ( Hb 7.8-9) e foi aprovado por Jesus Mt 23.23. É estranho que a CCB combate o dízimo, mas instituíram as seguintes ofertas: Ofertas da piedade, oferta para compra de terrenos; ofertas para fins de viagens; ofertas para conservação de prédios e ofertas de votos. Isso que é hipocrisia, combatem o dízimo bíblico e ao mesmo tempo instituíram várias ofertas para suprir a ausência do dízimo. Convém ainda destacar que essas ofertas foram inventados por eles, sem nenhum fundamento bíblico. A Bíblia fala de dízimos e ofertas, mas não acrescenta nas ofertas esses nomes por eles acrescentados.
Sobre a liderança da CCB.
Para a CCB, existe somente o ancião e ensinam que todo pastor é ladrão . A irmandade inteira sai repetindo o assunto, como se fosse um eco do ancião. Condenam a função de presbítero mas ainda não descobriram que "Ancião" é a forma hebraica para presbítero no grego. Eles são tão incoerentes que no parágrafo 10 das doutrinas da CCB, diz: "Nós cremos que o Senhor Jesus Cristo tomou sobre si nossas enfermidades. Está alguém entre vós doente? Chame os Presbíteros da Igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor..." (Tg 5.14-115). Quanto às passagens que dizem respeito ao ministério da Igreja encontram-se em: Ef 4.11; Atos 6; Tt 1.5; Hb 13.7-17 etc. Certamente os membros da CCB as desprezaram, ou então, ignorantemente, dirão que essas passagens são espirituais, e não materiais. Só que quando se refere somente a ancião e diáconos, aí tornam-se misteriosamente materiais.
Sobre a pregação do Evangelho.
A CCB defende que não se deve sair para evangelizar, utilizando-se novamente de versículos bíblicos fora do contexto. Eis aqui os versículos citados pela CCB: Mt 6.5; Mt 7.6: Mt 12.18-21. Apegados a estes versículos a CCB busca desesperadamente justificar sua recusa ao "ide" do Senhor Jesus. Jesus não ordenou que seus discípulos esperassem, até que alguém sentisse que deveria aceitar o evangelho. Jesus jamais disse ao pecador: "Se sentires e fores ao templo será salvo". Ao contrário, Ele disse a Igreja: ": Ide por todo mundo; pregai o evangelho a toda criatura".,( Mc 16.15); Veja ainda: At 2.14-36; At 16.25-34; At 17.22-31; At 1.8; 17.17; 16.13; 21.15; Rm 1.14-15; 1 Co 9.16 etc. Esperamos que a CCB examine melhor as Escrituras e comece a viver um Evangelho sem máscaras...
Sobre a oração somente de joelhos:
A CCB diz que somos fariseus por oramos de pé. Se a oração fosse de fato como dizem, como poderíamos cumprir o que Paulo diz em 1 Ts 5.17 "Orai sem cessar". É verdade que o texto de Lc 18.11 declara que o fariseu estando em pé orava e sua oração não foi ouvida. Mas no v. 13 declara que o publicano achava-se também em pé e sua oração foi ouvida, V.124. Logo, não é a posição do corpo que influiu na resposta de oração, mas a situação do coração. ( Is 1.15-16; 9.1-2). A Bíblia aponta várias posições para oração: Oração de olhos abertos e em pé (Gn 18.22; Jo 11.41-42); oração sentado ( At 2.1-4); oração de cócoras ( 1 Rs 18.42; Oração no ventre do peixe ( Jn 2.1-3); Oração deitado na cama ( Is 38.2-3; Sl 4).
Fundador.
Observe o testemunho do fundador: "No mesmo ano, ouvi o Evangelho por meio da pregação do irmão Nardi. Em dezembro de l891 tive do Senhor a compreensão do novo nascimento". (CCB - História da obra de Deus).

Não Mesmo

Não Mesmo

?

?

? ? ?

No livro de Apocalipse as sete igrejas são representadas por meio de sete candeeiros de ouro (Ap. 1:20). Um candeeiro, por sua vez, não é um objeto com um fim em si mesmo. O propósito de um candeeiro é sustentar a luz de modo que todos possam vê-la. Da mesma forma, a Igreja não existe para si própria, ela não é um fim em si mesma, mas é um meio para que um objetivo seja alcançado. O objetivo da Igreja é sustentar o testemunho de Jesus de modo que todos possam vê-lo, de modo que todos possam ver a luz. E se a Igreja falhar em expressar, manifestar a luz do testemunho de Jesus, então ela terá falhado em sua missão. A Igreja não tem como objetivo final atrair as pessoas para si mesma, a Igreja tem como objetivo conduzir as pessoas a Cristo. Stephen Kaung, no livro “Vendo Cristo no Novo Testamento”, vol. 6, ALC Postado por IGREJA REUNIDA EM SANTO ESTÊVÃO - BA

Diversas dúvidas sobre Deus

1) Como posso saber que há um Deus? ( João 1.14, 18; 14.9-14; 20.29-31; Romanos 1.20; Isaías 43.9-10) 2) Como posso saber que a Bíblia é verdadeira? (João 5.39-40; 7.17; Atos 17.11-12). 3) Como posso compreender a Bíblia? (1 Coríntios 2.9-14; João 16.13; Lucas 11.13.) 4) Se o homem faz o melhor que pode, isto não basta para Deus? (João 3.5-6, 36; Romanos 3.19-20; Gálatas; 3.10) 5) Se um homem honestamente pensa que está no caminho certo, será condenado? (Provérbios 14.12; Romanos 3.3-4; Atos 17.30) 6) Não é possível ser Cristão sem crer que Jesus é o Filho de Deus? (1 João 5.9-13, 20; João 20.28-31; Mateus 16.13-18.) 7) Por que era necessário Cristo morrer para salvar o homem? (Romanos 8.3; Gálatas-3.10; Romanos 5.12, 19). 8) Qual é a primeira coisa a fazer para se tornar Cristão? (Mateus 11.28; João 6.29, 37; Atos 16.31). 9) Que mais? (Mateus 10.32; Romanos 10.9-10; Hebreus 13.15-16). 10) Preciso reconhecer que sou pecador antes de vir a Cristo? Como posso fazer isto? (Romanos 7.13; João 16.8-9; Atos 2.36-37) 11) Preciso me arrepender? 0 que é arrependimento? Como posso me arrepender? (Lucas 24.46-47; Atos 5.30-31; 20.21; Lucas; 15.17-18.) 12) Como posso vir a Cristo? (Isaías 55.7; 1 João 1.1-3; Romanos 10.8-17; Marcos 10.49-50.) 13) 0 que significa "Aceitar a Cristo"? (João 1. 11- 12; Romanos 6.23; João 4. 10; Efésios 2.8.) 14) Como posso ter fé? (Efésios 1.12-13; Lucas 16.29-31; João 5.39, 46-47; João 4.50) 15) Como posso saber que os meus pecados são perdoados? (Marcos 2.5; Lucas 7.48-50; Atos 13.38-39; 1 João 1.9) 16) Como posso saber que amo a Deus? (I João 4.10,19; Romanos 5.5-8; Efésios 2.4-8) 17) Por que o Senhor não se apresenta a mim e fala comigo, como falou com Paulo? ( I Timóteo 1.16; João 17.20; 20.29; 1 Pedro 1.8; João 14.16-18). 18) Como posso saber que o Espírito de Deus veio a mim? (João 16.8; 1 Coríntios 12.3; Gálatas 5.2, 23; 1 João 3.14). 19) Por que membros da Igreja erram? (Filipenses 3.18-19; 1 Timóteo 4.1-2; 11 Timóteo 3.1-5; Gálatas 5.17, 6:1.) 20) Por que há diferentes denominações? (1 Coríntios 3.1-5; 1 Coríntios 12.12-14; 1 Coríntios 11 - 19; 11 Pedro 2.1-2; Efésios 1.17-23). 21) Preciso fazer profissão de fé para ser Cristão? (Mateus 28.18-20; Atos 2.38-42, 47; Hebreus 10.25.) 22) Como posso vencer o mundo? (Colossenses 3.1-6; 1 João 5.3-4; Gálatas 1.4). 23) Por que os Cristãos sofrem tanto no mundo? (I Coríntios 11.32; Salmos 94.12-13; Hebreus 12.6-11; 1 Pedro 4.12-19.) 24) Como posso ser liberto do poder dos pecados que tenho praticado? (Romanos 13.14; Efésios 6.10-18; 1 Pedro 5.6-10). 25) Se pecar, após me tornar Cristão, Deus me perdoará? (Romanos 3.28-30; Hebreus 10.28-29; Atos 8.18-23; 1 João 13-10). 26) 0 que é pecado contra o Espírito Santo? (Marcos 3.28-30; Hebreus 10.28-29; Atos 8.18-23.) 27) Qual é a relação entre o Cristão e este mundo? (I João 2.15-17; João 17.14-19; 1 Pedro 4.2-5). 28) Tenho que perdoar os meus inimigos, ao me tornar cristão? (Mateus 5.23-24; 6.12-15; Efésios 4.31-32). 29) Como posso saber que sou escolhido por Deus? (João 3.16; 6.37; 10.9; Apocalipse 22.17). 30) Tenho de fazer restituição? (Marcos 12.31; Romanos 12.17; Lucas 19.8). 31) Não devo esperar até que compreenda melhor a Bíblia, antes de me tornar Cristão? (Atos 8.12, 35-37; 16.30-33; 1 Coríntios 2.1-5). 32) Não devo ser pessoa melhor antes de me tornar Cristão? (Mateus 9.12-13; 17.15-18; Romanos 7.23-25.) 33) Quando eu oro, a oração não parece real para mim. Como posso resolver isso? (Lucas 11.14; João 1.18; 17.6, 25-26.) 34) Você tem certeza que tão grande pecador como eu pode ser salvo? (Isaías 55.6-9; 43.24-26; 1 Timóteo 1.15-16.) 35) Deveria começar confessando que quero ser Cristão, enquanto não sinto Deus falando comigo? (Mateus 12.10-13; Ezequiel 36.26-27; Efésios 2.4-6). 36) Qual é o maior pecado? (1 João 5.10; João 5.38; Números 23.19.) 37) Se eu me tornar Cristão, o que devo procurar mais ardentemente? (João 14.16-18; João 20.22; Atos 1.8; Efésios 5.17-21.) 38) Como posso ter certeza de que vencerei? (Isaías 41.10; 1 Coríntios 10.13; II Coríntios 9.8; 12.9; João 10.27-29). 39) Qual vai ser a minha maior dificuldade na vida Cristã? (Filipenses 2.3-5; Romanos 12.3, 16; João 13.12-17). 40) Não sinto muito desejo de me tornar Cristão agora. Não posso esperar até alguma outra oportunidade? (Coríntios 6.2; Hebreus 3.7-8; 4.7; Tiago 4.13-17.)

O Evangelho de Deus

Rede Record apoia o Aborto

http://www.youtube.com/watch?v=pSWMLtTzbnA É vergonhoso para qualquer cristão ver uma emissora de tv, controlada por evangélicos, fazer defesa de ato tão cruel e vil. Percebe-se que, de fato, a deficiência teológica influencia a ética e a moral. Se os líderes desta emissora/igreja atentassem para o que diz a Palavra perceberiam os graves erros que cometem e incitam outros a cometer. Alisto-os abaixo: 1. Em primeiro lugar, o corpo que usamos não é nosso, como afirma a atriz do vídeo. Paulo, escrevendo aos Corintios, disse: "Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos?" (1Co 6.19) e, na seqüência, "Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo." (1Co 6.20). Somos apenas mordomos. Vamos prestar contas do que fizemos com o corpo. 2. A imagem de Deus está impressa em cada ser humano, por isso, ninguém tem o direito de tirar a própria vida ou a de outrem. A Bíblia diz: "Se alguém derramar o sangue do homem, pelo homem se derramará o seu; porque Deus fez o homem segundo a sua imagem." (Gn 9.6). A razão da proibição do homicídio e, por implicação, do suicídio, está no fato de que 'Deus fez o homem segundo a sua imagem', isto é, ao assassinar alguém, ou a si próprio, estamos eliminando algo que não é nosso, mas de Deus. 3. Uma mulher pode até reclamar o direito de retirar um rim, ou um apêndice, mas não tem o direito de assassinar uma vida que está em formação dentro de si. A mulher pode dizer, equivocadamente, que tem direito sobre o seu corpo, mas o feto é outro corpo, é outra vida. O art. 2º do Código Civil Brasileiro reconhece que a vida começa na concepção: "Art. 2º A personalidade civil da pessoa começa do nascimento com vida; mas a lei põe a salvo, desde a concepção, os direitos do nascituro." Portanto, o aborto é, além de crime, um pecado gravíssimo aos olhos de Deus. Ninguém tem o direito de assassinar violentamente um ser que não tem qualquer condição de defesa. Deus punirá severamente os que praticam esta classe de assassinato. Quanto à emissora/igreja, não é de hoje a posição abortista de seu líder Edir Macedo. Em outubro de 2007 nós reproduzimos um artigo de Solano Portela sobre o assunto. Para lê-lo, clique aqui. Termino com as palavras de Isaías, em uma época em que o povo estava andando bem longe dos caminhos de Deus: "Ai dos que ao mal chamam bem e ao bem, mal; que fazem da escuridade luz e da luz, escuridade; põem o amargo por doce e o doce, por amargo! Ai dos que são sábios a seus próprios olhos e prudentes em seu próprio conceito!" (Is 5.20,21). Falando em luz e trevas, a cor predominante do vídeo, um laranja que lembra fogo e a pouca iluminação, levou minha mente a, automaticamente, pensar no local para onde vão os assassinos. Postado por Rev. Ageu Magalhães

Deus não existe

Um homem caiu em um buraco

http://www.youtube.com/watch?v=RY-g-sH7q2g

Evangelizar

Exploração Não

Exploração Não

Você reclama de sua vida!

http://www.youtube.com/watch?v=v7S06iN5P34

Livro - A Cruz e o Punhal

A Cruz e o Punhal

Loading...

Charles Haddon Spurgeon - Sermoes Devocionais

Sinopse

Muita ação e suspense em um filme clássico que continua tocando os corações. A Cruz e o Punhal é a história verídica de David Wilkerson entrando no mundo desesperado de Nick Cruz e das gangues de Nova York. Os Mau Mau e os Bishops são gangues que lutam com correntes, facas e pistolas para proteger seu território de vício e violência. Será que essas gangues que controlam a cidade ouvirão este pregador de fora que invade seus territórios e suas vidas para falar do amor e da paz de Deus?

Bozo

http://www.youtube.com/watch?v=yP6B-MZrMSo

Compromisso Precioso e muito mais...

O compromisso de uma fé desafiada pelo impossível e testada pelo irresistível, afeta toda a família. A história comovente do amor entre John e Ellen Brighton. Unidos eles enfrentam uma terrível e impiedosa doença, o Mal de Alzheimer, que, ou confirmará seu amor, ou destruirá seu casamento e sua família. Problemas na carreira profissional, nos relacionamentos familiares, uma confusão que só o poder de um amor real pode superar. Phil Brighton, o irmão e sócio de John, vive livre demais para entender porque John ainda mantém sua fé e seu casamento diante de circunstâncias tão terríveis. Mas a luta de seu irmão faz com que ele encontre uma nova esperança. http://www.youtube.com/watch?v=M9tNVXkOCxY

Evangelizacao Pessoal

http://www.evangelizacaopessoal.com

Icthusfilmens

http://www.youtube.com/watch?v=aiIpWtVQRGI http://www.youtube.com/watch?v=o3fqwpCUo30